• RSS
  • Facebook
  • Twitter
  • Youtube
Força Aérea

FAB recebe avião de vigilância aérea modernizado que será utilizado na Copa do Mundo

Por Anderson Gabino      |     15/05/2014 às 18:39

Foto : Ag Força Aérea / Cb V.Santos

A Força Aérea Brasileira (FAB) recebeu antecipadamente uma versão intermediária da aeronave modernizada E-99M que será utilizada na defesa do espaço aéreo durante a realização da Copa do Mundo de 2014.

Esses aviões, conhecidos pelo grande radar na sua parte superior, capazes de detectar, rastrear e identificar alvos aéreos e transmitir as informações para centros de controle, fazem parte de um contrato contemplado entre a FAB e a Embraer no início de 2013 para modernização de cinco unidades do E-99.

A versão intermediária do “Projeto Modernização” foi testada em Anápolis (GO), entre os dias 05 e 08 de maio, com a participação da Embraer, da SAAB, empresa sueca responsável pelos caças Gripen NG, do Esquadrão Guardião e da Comissão Coordenadora do Programa Aeronave de Combate (COPAC), unidade que atua na área de reaparelhamento da Aeronáutica.

Foto : Ag Força Aérea / Cb V.Santos

A entrega de uma versão intermediária da aeronave visa a atender a demanda operacional pelo emprego do E-99 em período de grandes eventos espotivos.

O recurso possibilitará a realização de avaliações operacionais, permitindo, ainda, a consolidação doutrinária e contribuindo para a diminuição do esforço dos operadores aeroembarcados na adaptação às novas capacidades incorporadas à aeronave.

Modernização

O projeto de modernização das aeronaves E-99 envolve a atualização dos sistemas de comando e controle, do radar de vigilância aérea, e dos equipamentos de guerra eletrônica, incluindo as contramedidas eletrônicas, que são ferramentas para proteger a aeronave de interferências provocadas por inimigos.

Também foram adquiridas seis estações de planejamento e análise de missão, que serão empregadas no treinamento e aperfeiçoamento das tripulações.

Foto : Ag Força Aérea / Cb V.Santos

Os E-99 entraram em operação na FAB em 2002, como parte das aquisições voltadas para o controle e defesa da região amazônica. Baseadas em Anápolis, as aeronaves são capazes de realizar missões de gerenciamento do espaço aéreo, posicionamento de caças e controle de interceptação, inteligência eletrônica e vigilância de fronteiras. A previsão é de que as cinco unidades modernizadas sejam entregues até 2017.

, , , ,

Recomendados para você

Comentários

GALERIA

Base Aérea de Santa Cruz abre suas portas em evento festivo

“Portões Abertos 2015” do Museu Aeroespacial

Voando com o Esquadrão Adelphi




©Copyright 2017 - Comandos Editorial. Todos os direitos reservados.

É expressamente proíbida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site, sendo os infratores indiciados com base na Lei nº 9.610 de 19/02/1998.

Operacional Magazine: proud to be Brazilian.