• RSS
  • Facebook
  • Twitter
  • Youtube
História

No 70º aniversário do desembarque na Normandia: Dez curiosidades sobre o ‘Dia D’

Por Anderson Gabino      |     06/06/2014 às 19:02

DIAD4

Hoje dia 6 junho comemora-se o 70º aniversário do “Dia D”, na França junto com os outros países que fizeram parte do mais importante dia da guerra, o desembarque das forças aliadas na Normandia que marcou o início do fim da Segunda Guerra Mundial.

Por que é chamado de “Dia D”? Como foi a operação? Qual foi o seu resultado? Abaixo estão as respostas para essas e outras perguntas. 

DiaD

O significado do ‘D”

A letra ‘D’ é um termo normalmente usado pelos militares para se referir a uma operação ou no início de um ataque. 

Aqui, a letra D também pode significar “decisão”, referindo-se ao fato de que os Estados Unidos decidiram a invasão na Normandia.

Historicamente, o termo é usado para se referir ao 06 de junho de 1944 na Segunda Guerra Mundial, mais precisamente no dia em que ela começou a correr a chamada para a “Operação Overlord”. Um dia antes do ataque, ele foi nomeado ‘D-1’ e no dia seguinte ‘D +1’.

Grande sigilo 

A data do ataque nem mesmo os soldados que participariam da batalha sabiam exatamente. A data, hora e local para o ponto de ataque foi mantida em segredo absoluto para garantir o sucesso da operação. 

Na França ocupada naquela época,  existiam 55 divisões alemãs, mas devido ao sigilo da operação, apenas oito foram capazes de chegar ao local do ataque. 

A data e a hora do ataque foram fixados após a sua reunião em Teerã entre os líderes da Grã-Bretanha, EUA e a União Soviética, Winston Churchill, Franklin Delano Roosevelt e Josef Stalin, respectivamente.   

DiaD2

Data Inicial de ataque

Os desembarques na Normandia foi inicialmente marcados para o dia 5 de junho de 1944, mas foi adiado devido ao mau tempo, só depois de, os meteorologistas preverem que o tempo iria ficar melhor no dia seguinte, decidiu-se realizar o desembarque no dia 6 de junho.

Hitler estava dormindo

As forças de Hitler sabiam que as tropas aliadas atacariam, mas não sabiam exatamente quando ou onde. 

No momento do ataque, o Führer estava dormindo, e durante as primeiras horas do ataque, quando os comandantes alemães pediram permissão para atacar com tanques, eles foram informados de que Hitler estava dormindo. 

No primeiro dia do ataque apenas uma divisão de tanques participou de uma contra-ofensiva.

Os valores para ‘Dia D’

O saldo dos Combates teve de cerca de 110.000 pessoas mortas, sendo 77.866 alemães, 5.001 canadenses, 9.389 norte-americanos, 17.770 britânicos.

Mais de 30.000 veículos, 150 mil soldados e 13 mil pára-quedistas foram transferidos para as praias francesas.

Mais de 127 aeronaves foram destruídas até o final da batalha, enquanto 28.000 aviadores morreram. Durante a invasão foram despejadas na região mais de 30.000 bombas.

Debates Parlamentares

Na manhã do ‘Dia D’, na Câmara dos Comuns do Reino Unido estava sendo debatido se produtos de limpeza de escritório deveriam parar de se chamar ‘charladies’.

DIAD3

Um agente do MI5

Juan Pujol, um agente que trabalhava para o MI5  foi um dos personagens que ajudou a convencer os alemães de que o ataque não seria em Junho. 

Curiosamente, o primeiro nome de código era “Bovril ‘, que foi mais tarde alterado para’ Garbo ‘, porque ele sabia muito bem agir. 

Sua ‘performance’ foi tão convincente, que Hitler o condecorou com a Cruz de Ferro.

Uma batalha de novela

A manhã do ‘Dia D’, do autor americano JD Salinger que desembarcou em Omaha Beach transportando em sua mochila seis capítulos do seu romance inacabado ‘O Apanhador no Campo de Centeio “. 

Enquanto isso, o escritor britânico Evelyn Waugh terminou o último capítulo do seu romance “Brideshead Revisited” em Devon enquanto se recuperava, depois de machucar a perna em um treinamento de salto de pára-quedas. 

O Mapa do Gen Eisenhower

O mapa gigante usado pelo general Eisenhower e o General Montgomery na parede da sede da Sede dos aliados em Southwick House foi feita pelo fabricante de brinquedos Chad Valley. 

Vitória na Normandia

As forças aliadas atingiram o rio Sena, em agosto de 1944, e Paris foi libertada, e os nazistas foram expulsos do oeste da França, marcando o sucesso da Operação Overlord. 

Imediatamente após as forças aliadas terem libertado a França, chegaram novas ordens para que as tropas partissem em direção a Alemanha para juntar-se as forças soviéticas que se aproximavam vindas pelo leste.

FONTE : actualidad.rt.com

Recomendados para você

Comentários

GALERIA

Base Aérea de Santa Cruz abre suas portas em evento festivo

“Portões Abertos 2015” do Museu Aeroespacial

Voando com o Esquadrão Adelphi




©Copyright 2017 - Comandos Editorial. Todos os direitos reservados.

É expressamente proíbida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site, sendo os infratores indiciados com base na Lei nº 9.610 de 19/02/1998.

Operacional Magazine: proud to be Brazilian.