• RSS
  • Facebook
  • Twitter
  • Youtube
Internacional

Força Aérea Russa começará a receber os caças de quinta geração T-50 em 2016

Por   

T-50

O comandante geral da Força Aérea Russa, o tenente-general Viktor Bondarev, informou que os testes do mais novo caça russo, o T-50 (projeto PAK FA), tiveram início em Akhtubinsk, na unidade federativa de Ástrakhan.

O cronograma está dentro do que foi planejado sendo que o fornecimento em série do caça de quinta-geração para as unidades começará, de fato, em 2016, mas também não foi excluída a possibilidade de que a Força Aérea receba as aeronaves antes do prazo previsto.

Sukhoi_T-50_Pichugin

O Centro Estatal de Testes de Voo do Ministério da Defesa, onde é feito o treinamento das tripulações, recebeu um novo tipo de curso específico ao T-50, sendo que os testes já começaram a se realizar, com voos no novo avião.

Agora eles vão receber uma segunda aeronave que irá cumprir o programa de teste, anunciou Bondarev.

Pak-fa-and-berkut-mill-group

De acordo com o general, o T-50 será apresentado de forma oficial, na etapa nacional da competição internacional de excelência da aviação “Aviadarts-2014”, em Voronej, durante um programa especial preparado para a chegada do ministro da Defesa, Serguei Choigu.

Pak-FA_3D_Annotated_Dark_JPG

O T-50 é um avião de quinta geração equipado com um novo sistema de aviônicos e uma avançada estação de radar com uma antena matriz ativa faseada.

Seu primeiro voo ocorreu em janeiro de 2010, em Komsomolsk-no-Amur, e a primeira exibição pública foi no Salão Internacional Aeroespacial MAKS-2011, em Jukóvski, nos arredores de Moscou. Por enquanto, só os EUA possui caças de quinta geração, o F-22 e o F-35, em operação.

T-50 Radar

Novidades em 2019

Citando o tenente-general Viktor Bondarev, a agência de notícias RIA Nóvosti informou que, em 2019, será realizado o voo inaugural de outro modelo, o PAK DA, e, em 2023, esses aviões começarão a ser fornecidos para as tropas.

Info T-50

O projeto PAK DA, que foi aprovado em março do ano passado, dará origem a um bombardeiro subsônico radicalmente novo, capaz de utilizar todas as formas de armas existentes e será dificilmente detectado por radares.

Em longo prazo, deverá substituir os bombardeiros estratégicos Tu-95 e TU-160, que estão em serviço operacional atualmente, esta aeronave será dotada do mais novo sistema de guerra eletrônica e de recursos de destruição de alta precisão feitos em solo russo.

, , , , ,

Recomendados para você

Comentários

GALERIA

Temporada hípica da EsEqEx

Dia do Exército – 1ª DE

Campeonato de salto do Exército Brasileiro

©Copyright 2017 - Comandos Editorial. Todos os direitos reservados.

É expressamente proíbida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site, sendo os infratores indiciados com base na Lei nº 9.610 de 19/02/1998.

Operacional Magazine: proud to be Brazilian.