• RSS
  • Facebook
  • Twitter
  • Youtube
Internacional

Ministério da Defesa Russo considera absurda declaração da Ucrânia, de que os Su-25 foram abatidos à partir da Russia

Por Anderson Gabino      |     24/07/2014 às 12:09

Su25

O Ministério da Defesa Russo considera absurda a declaração da Ucrânia de que os caças ucranianos Su-25 tenham sido abatidos quarta-feira, na região e Donetsk, por mísseis disparados do território da Russia.

Na véspera os milicianos declararam que tinham abatido dois aviões militares ucranianos.

Mais tarde um porta-voz do Centro de Informação do Conselho de Segurança Nacional e de Defesa da Ucrânia, Andrei Lysenko declarou que os aviões tinham caído por causa de mísseis disparados do território da Russia.

su25ukraine09_ukrainianairforce

Nesta declaração de Lysenko ele afirma que os referidos aviões tinham sido abatidos não somente a partir do território da Russia, o que por si mesmo já é um absurdo, mas também por um único míssil, afirma-se também que este engenho foi disparado de um complexo balístico antiaéreo “potente”, de um tipo que a ciência desconhece, declarou uma fonte no Ministério da Defesa da Russia.

Esta mesma fonte declarou ainda que, Kiev tem feito tais declarações “a fim de ludibriar a opinião pública e desviar a atenção da catástrofe do avião Boeing 777 da companhia Malaysia Airlines”.

Su-25 (1)

“Com este dinamismo progressivo, espera-se que o Coronel Lysenko , que é militar de carreira, possa explicar como um só míssil antiaéreo pode abater dois aviões, sendo um deles abatido de manhã e outro, à noite”, acrescentou o interlocutor da agência.

, ,

Recomendados para você

Comentários

GALERIA

Base Aérea de Santa Cruz abre suas portas em evento festivo

“Portões Abertos 2015” do Museu Aeroespacial

Voando com o Esquadrão Adelphi




©Copyright 2017 - Comandos Editorial. Todos os direitos reservados.

É expressamente proíbida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site, sendo os infratores indiciados com base na Lei nº 9.610 de 19/02/1998.

Operacional Magazine: proud to be Brazilian.