• RSS
  • Facebook
  • Twitter
  • Youtube
Internacional

Novo destruidor de tanques o 2С25 Sprut-SD auxiliará o Exército Russo

Por Anderson Gabino      |     11/09/2014 às 10:58

PavelLisitsyn_RIAN_02290814_468

As Forças Armadas russas utilizarão o destruidor de tanques autopropulsado de artilharia 2С25 Sprut-SD para proteger as tropas aerotransportadas. Até o final deste ano, a empresa de engenharia de Volgograd começará a produção dessa arma para as tropas da Rússia.

Armado com um canhão de 125 mm e capaz de superar obstáculos aquáticos, o destruidor autopropulsado de artilharia pode desembarcar de aviões militares IL-76 sem nenhum treinamento especial. O novo Sprut será diferente dos destruidores de tanques já existentes nas forças armadas russas devido ao alto nível de integração com o novo veículo de infantaria que atualmente está sendo adotado pelas tropas aerotransportadas, em substituição aos antigos BMD 1, 2 e 3. De acordo com o diretor-executivo da fábrica, Aleksandr Kliujev, o novo sistema será integrado com  motor, chassis e transmissão do BMD-4M.

2008_Moscow_Victory_Day_Parade_-_2S25_Sprut-SD

Além disso, o Sprut receberá um sistema de mira digital que permite atingir alvos de dia e de noite e em todas as condições meteorológicas. Ao prestar serviço nas tropas aerotransportadas, ele será armado com o canhão 2a75, que pode destruir o inimigo não só com obuses normais cumulativos, perfurantes e com explosivos, como também com mísseis guiados pelo armamento de tanques Reflex.

O míssil disparado do canhão 9M119M do complexo Reflex, que identifica seu alvo por um feixe de laser a uma distância de quatro quilômetros, é capaz de abater não apenas tanques como também outros veículos blindados inimigos, helicópteros e até mesmo alguns tipos de fortificações. O canhão 2a75 é uma variedade do canhão 2A46, com que estão equipados os tanques russos T-72, T-80 e T-90, especialmente modificado em termos de tamanho e peso para se adequar ao formato menor do Sprut.

des-em-sao-2s25-sprut-sd-04

Capacidade de manobra

“Não devemos considerar que o Sprut é apenas uma arma com chassis do BMD. É um tanque leve aerotransportado, capaz apoiar as forças aerotransportadas no lugar certo e na hora certa”, disse um representante do Ministério da Defesa. Segundo ele, apesar do fato de o Sprut não poder ser comparado com os principais tanques de batalha, graças às suas habilidades de desembarque com paraquedas ele sempre poderá prestar apoio em terra a tropas desembarcadas.

Além disso, os 2S25 são indispensáveis nas montanhas, em trilhas estreitas, onde é importante não só a espessura da blindagem, como também a capacidade de manobra e o peso leve do canhão autopropulsado. “Tanques para atravessar obstáculos aquáticos precisam de adaptação especial, e o Sprut, bem como os outros veículos de combate das forças aerotransportadas, depois de rápida transformação pode quase imediatamente atravessar um obstáculo com água”, continuou o representante do ministério.

Copy of sprut-1

De acordo com Aleksêi Khlopotov, especialista militar independente e autor de livros e artigos sobre o estado atual e as perspectivas de desenvolvimento de veículos blindados no mundo, a instalação de elementos de proteção dinâmica aumentará a segurança do Sprut. “É claro que a proteção dinâmica não garante 100% da defesa em condições de fogo intenso, mas significativamente aumenta a chance de sobrevivência​ no combate, mesmo em condições de combate urbano”, disse Khlopotov.

Sprut para fuzileiros navais

O Sprut é necessário não apenas para as tropas aerotransportadas, mas para os fuzileiros navais russos, que até o começo dos anos 90 tinham à disposição os tanques anfíbios PT-76. “Agora a Marinha dispõe de tanques T-72, mas para seu desembarque os navios da infantaria têm que ancorar. Ao mesmo tempo, os primeiros batalhões de fuzileiros na hora do desembarque sempre têm grande necessidade de apoio de tanques. Portanto, o Sprut é uma opção mais adequada para desempenhar essa tarefa”, disse Dmítri Boltenko, especialista militar independente e um dos autores do livro “O Novo Exército Russo”.

des-em-sao-2s25-sprut-sd-01

De acordo Aleksêi Khlopotov, muitos fabricantes de veículos blindados ativaram seus trabalhos de criação de tanques leves. “No momento, a China e a Suécia estão realizando trabalhos ativos nesse aspecto. Recentemente, até os construtores poloneses apresentaram sua versão de tanque”, disse a Gazeta Russa.

Até recentemente, o Sprut não tinha grande demanda para exportação, pois era um produto de pequena escala. Mas agora, em um momento em que as forças aerotransportadas estão aumentando suas compras e surgiram os tanques leves, é possível que haja compradores para o 2S25, porque ao contrário de seus concorrentes mais próximos, esse tanque leve está armado com um canhão com uma gama diversificada de munições, inclusive mísseis guiados a partir de tanques.

       |        TAGs: ,

Recomendados para você

Comentários

FOTOS

mg_0884

Base Aérea de Santa Cruz abre suas portas em evento festivo

musal-portoes-abertos-2015-14

“Portões Abertos 2015″ do Museu Aeroespacial

svqvq-copy

Voando com o Esquadrão Adelphi

SOCIAL

©Copyright 2014-2015 - MIG20 Publicações. Todos os direitos reservados.

É expressamente proíbida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site, sendo os infratores indiciados com base na Lei nº 9.610 de 19/02/1998.

Operacional Magazine: proud to be Brazilian.