• RSS
  • Facebook
  • Twitter
  • Youtube
Internacional

“Titânio suspeito” faz as entregas dos motores do F-35 serem suspensas

Por Anderson Gabino      |     03/09/2014 às 17:18

f35b_c_line

O mais caro programa de armas do Ocidente, o caça Lockheed-Martin F-35 Lightning II, sofre mais um abalo – desta vez, a fornecedora de sua turbina (a F135), a Pratt & Whiney, anunciou a suspensão do fornecimento dos motores para a linha de produção do caça em função da suspeita de entrega de “titânio suspeito” por um fornecedor!

b-2-4_f135-stovl-cutaway-high

A paralisação foi decidida em maio, depois que uma inspeção interna da P&W e testes “levantaram dúvidas” sobre a origem do titânio fornecido, segundo o porta-voz Matthew Bates, num comunicado por e-mail. Segundo a P&W, todos os componentes suspeitos foram suspensos de seu inventário de produção, mas a empresa avaliou que as partes do metal nos 147 motores dos F-35 já entregues não representam perigo às operações aéreas das aeronaves.

f135

É outro capítulo na conturbada história do F-35, cujo programa acumula inacreditáveis problemas técnicos, atrasos e um absurdo crescimento de custos. A turbina F135 representaria não menos de US$ 68,4 bilhões no custo projetado de US$ 398,6 bilhões dos F-35 sendo produzidos pela Lockheed-Martin. Agora, a paralisação das entregas dos motores será mantida até a conclusão da investigação sobre as causas do fogo no motor de um F-35 em serviço, em 23 de junho deste ano.

FONTE : ASAS

,

Recomendados para você

Comentários

GALERIA

Base Aérea de Santa Cruz abre suas portas em evento festivo

“Portões Abertos 2015” do Museu Aeroespacial

Voando com o Esquadrão Adelphi




©Copyright 2017 - Comandos Editorial. Todos os direitos reservados.

É expressamente proíbida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site, sendo os infratores indiciados com base na Lei nº 9.610 de 19/02/1998.

Operacional Magazine: proud to be Brazilian.