• RSS
  • Facebook
  • Twitter
  • Youtube
Ministério da Defesa

Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional discutirá a compra dos caças Gripen e dos mísseis Harpoon

Por Anderson Gabino      |     07/12/2014 às 9:53

Comissão Relações Exteriores e Defesa

A Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional promove audiência pública, na terça-feira (9), para esclarecer aspectos relacionados à assinatura do contrato para o desenvolvimento e a produção de 36 aviões de caça Gripen NG, fabricados pela companhia sueca SAAB; e as condições em que se processou a compra dos mísseis Harpoon, dos Estados Unidos.

A audiência foi solicitada pelos deputados Antonio Carlos Mendes Thame (PSDB-SP), Emanuel Fernandes (PSDB-SP), Rubens Bueno (PPS-PR), Duarte Nogueira (PSDB-SP) e Eduardo Barbosa (PSDB-MG).

1033px-Harpoon_launched_by_submarine

Eles citam reportagem do jornal O Estado de São Paulo segundo a qual o Brasil estaria adquirindo mísseis “Harpoon” pelo preço de US$ 8,35 milhões a peça, quando a Índia teria adquirido um lote dos mesmos mísseis por US$ 4,4 milhões a peça, quase a metade do preço a ser pago pelo Brasil.

Os parlamentares observam também que os caças Gripen, que o Brasil pretende adquirir da Suécia ao custo de US$ 3,4 bilhões, foram rejeitados pela Suíça, o que lança incertezas sobre o cumprimento da parceria com o Brasil.

folha2 gripen a

Ministro

Foram convidados para discutir esses assuntos com os integrantes do colegiado o ministro da Defesa, Celso Amorim, e o comandante da Aeronáutica (Força Aérea Brasileira), tenente-brigadeiro-do-ar Juniti Saito. A comissão se reunirá no plenário 3, a partir das 14h30.

celso_amorim_anuncia_compra_cacas_suecos_7458

, , , ,

Recomendados para você

Comentários

GALERIA

Base Aérea de Santa Cruz abre suas portas em evento festivo

“Portões Abertos 2015” do Museu Aeroespacial

Voando com o Esquadrão Adelphi




©Copyright 2017 - Comandos Editorial. Todos os direitos reservados.

É expressamente proíbida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site, sendo os infratores indiciados com base na Lei nº 9.610 de 19/02/1998.

Operacional Magazine: proud to be Brazilian.