• RSS
  • Facebook
  • Twitter
  • Youtube
Mercado & Indústria

Colômbia e Brasil devem construir em conjunto um navio de patrulha amazônico

Por Anderson Gabino      |     09/07/2014 às 11:33

paf iv

O Governo da Colômbia assinou um convênio com o Ministério da Defesa Brasileiro para o desenvolvimento e a construção conjunta de um navio patrulheiro amazônico.

A “Corporación de Ciencia y Tecnología para el Desarrollo de la Indústria Naval, Marítima y Fluvial” – (Cotecmar) por parte da Colômbia e a Empresa Gerencial de Projetos Navais – Emgepron, por parte de Brasil foram às empresas que acordaram em firmar uma idéia recente gerada a partir da venda de 4 navios de patrulha fluvial LPR-MK2, construída pela Cotecmar e adquiridas pelo Exército e pela Marinha do Brasil.

paf iv Info

O acordo foi assinado pelo almirante Jorge Enrique Carreño Moreno, presidente da Cotecmar e o vice-almirante (R/1) Marcilio Carmo Pereira Castro, presidente e CEO da Emgepron. No ato da assinatura contou com a participação do vice-almirante Roberto Sachica Mejía, chefe de Planejamento Naval da Marinha da Colômbia e do Almirante Sérgio Ricardo Segovia, Chefe Adjunto de Logística e Mobilização da Marinha do Brasil.

paf iv3

Foi estabelecido que o projeto inicial será apresentado pela Cotecmar dado a sua experiência na Colômbia na fabricação das lanchas Patrulheiras de Apoio Fluvial Pesadas (PAF), que integram a Armada da Colômbia e que atuam nos principais afluentes fluviais do país, este desenvolvimento será completamente realizado na Colômbia para a versão de quarta geração mais recente das PAF´s, estas embarcações contam com um heliporto para um helicóptero de porte médio e as suas estações de armas remotas foram desenvolvidas à partir de um projeto nacional chamada “Arpón”, que protege o artilheiro do fogo inimigo.

, , ,

Recomendados para você

Comentários

GALERIA

Base Aérea de Santa Cruz abre suas portas em evento festivo

“Portões Abertos 2015” do Museu Aeroespacial

Voando com o Esquadrão Adelphi




©Copyright 2017 - Comandos Editorial. Todos os direitos reservados.

É expressamente proíbida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site, sendo os infratores indiciados com base na Lei nº 9.610 de 19/02/1998.

Operacional Magazine: proud to be Brazilian.