• RSS
  • Facebook
  • Twitter
  • Youtube
Segurança Pública

Agentes do FBI treinam policiais no Rio para o Controle de Distúrbios Civis

Por   

fbi

Policiais civis, militares, guardas municipais e bombeiros participam nesta quinta-feira, dia 15, às 14 horas, de um exercício prático do Curso de Controle de Distúrbios Civis desenvolvido pelo Federal Bureau Of Investigation (FBI) em parceria com o Departamento de Polícia de Los Angeles e o Departamento de Polícia de Chicago.

O objetivo dessa ação é fornecer uma visão geral sobre a doutrina de Força Tática Móvel e o Controle de Distúrbios Civis para o Brasil, o curso aborda os seguintes temas: diferenças entre a gestão e o controle de multidões, distúrbios civis, estratégias de gestão, planejamento operacional, uso da força, tomada de decisões, relação com a mídia, o uso da inteligência e de informações que possam auxiliar na identificação de possíveis atos e atores de vandalismo.

choque

São 40 alunos no total, nos quais 27 são do BPChoque. Os instrutores do curso serão os agentes do FBI Brian Hartsfield, Michael Anton, Greg Wing e Keith Morrison.

O curso é fruto do convênio estabelecido entre a Subsecretaria de Educação, Valorização e Prevenção da Secretaria de Estado de Segurança (Seseg) e a Embaixada dos Estados Unidos. Os convênios com as embaixadas da Espanha e dos EUA capacitaram 4.520 profissionais, sendo 3.380 policiais militares e 870 policiais civis.

Entre os capacitações oferecidas, os agentes foram qualificados em cursos de antibomba e riscos, policiamento turístico, uso de armas de menor potencial ofensivo, antiterrorismo e contraterrorismo.

, , ,

Recomendados para você

Comentários

GALERIA

Temporada hípica da EsEqEx

Dia do Exército – 1ª DE

Campeonato de salto do Exército Brasileiro

©Copyright 2017 - Comandos Editorial. Todos os direitos reservados.

É expressamente proíbida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site, sendo os infratores indiciados com base na Lei nº 9.610 de 19/02/1998.

Operacional Magazine: proud to be Brazilian.