• RSS
  • Facebook
  • Twitter
  • Youtube
Exército

Olimpíadas do Rio terão centro de combate ao terrorismo

Por   

Preparação Rio2016.2

O Rio de Janeiro e as cidades que vão sediar as competições de futebol dos Jogos Olímpicos terão centros de combate ao terrorismo, informou o Comando de Operações Especiais do Brasil, o general Mauro Sinott, na manhã desta quarta-feira (09). A ação será centralizada no Comando Militar do Leste. Segundo o general, que reuniu a imprensa em coletiva na Fortaleza de São João, na Urca, Zona Sul do Rio de Janeiro, as Olimpíadas são um “momento crítico” para a ação de grupos terroristas.

Os jogos de futebol, além de serem realizados no Rio de Janeiro, também acontecerão nas cidades de Manaus, São Paulo, Belo Horizonte, Brasília e Salvador. “Já tivemos atentados terroristas em outras Olimpíadas, precisamos ficar atentos. Teremos 1549 homens só das Forças Armadas destacados para o combate ao terrorismo, com minicentros espalhados nos locais de competição do Rio e também nas cidades onde serão disputadas as partidas de futebol”, explicou ele. Segundo o general, os centros já estão em fase de planejamento operacional.

Operação integrada

O Almirante Ademir Sobrinho, chefe de operações conjuntas do Ministério da Defesa, destacou que haverá integração com a Agência Brasileira de Inteligência (Abin) e a Polícia Federal.

“O planejamento para as olimpíadas não entra na área de segurança pública fora das áreas dos jogos. Caso ocorra problema fora da área dos jogos é uma decisão da presidente da república e do governador para uma possível intervenção, instalações, dirigentes. A Inteligência da polícia federal e a abin ficarão em contato com outros órgãos de outros países. O combate ao terrorismo é tarefa da abin e da polícia federal”, afirmou o almirante.

De acordo com ele, 15 mil militares de todo o país virão para o Rio de Janeiro para os jogos, com plano integrado para as áreas do Maracanã, na Zona Norte; Leblon, na Zona Sul; Barra da Tijuca, Vila Olímpica e Deodoro, na Zona Oeste. A Força Nacional de Segurança Pública será utilizada dentro dos locais de jogos.

O Coronel André Luis Grandis, responsável pelo espaço aéreo durante as Olimpíadas, afirmou que, durante competições na Baía de Guanabara, o aeroporto Santos Dumont, na Zona Sul, será fechado por quatro a cinco horas. “É necessário controlar o espaço aéreo naquela região durante as competições “, justificou ele.

Cyberterrorismo

O chefe do Centro de Defesa Cibernética, general de divisão Paulo Sérgio Melo de Carvalho, disse que uma equipe entre 100 e 200 homens irá trabalhar ininterruptamente para conter o cyberterrorismo durante os jogos. “Já estamos operando desde agosto de forma preventiva. Nossa função, atendendo ao Ministério da Defesa, é a proteção da rede de computadores utilizados pelo poder público federal para a competição”, explicou o general.

Preparação Rio2016

Será montado um destacamento central em Brasília, mas haverá centrais no Palácio Duque de Caxias, no Centro do Rio, e também em todos os locais de competição, tanto no Rio quanto nas cidades-sede dos jogos de futebol.

, , , , , ,

Recomendados para você

Comentários

GALERIA

Temporada hípica da EsEqEx

Dia do Exército – 1ª DE

Campeonato de salto do Exército Brasileiro

©Copyright 2017 - Comandos Editorial. Todos os direitos reservados.

É expressamente proíbida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site, sendo os infratores indiciados com base na Lei nº 9.610 de 19/02/1998.

Operacional Magazine: proud to be Brazilian.