• RSS
  • Facebook
  • Twitter
  • Youtube
Marinha

Ex-comandante da Força-Tarefa Marítima no Líbano relata experiências vividas no país

Por   

Almirante Bombarda detalhou histórico e áreas de operação da FTM-Unifil no período em que chefiou a missão

Militares brasileiros que vão para o Líbano, integrar a missão de paz no país, assistiram a palestra do ex-comandante, o contra-almirante Walter Eduardo Bombarda. A atividade foi realizada nesta terça-feira (20), no auditório do Ministério da Defesa, em Brasília (DF).  A exposição é parte da semana de preparação do 11º contingente da Força-Tarefa Marítima da Força-Interina das Nações Unidas no Líbano (FTM-Unifil), que acontece até a próxima sexta-feira (23). Durante sua apresentação, o almirante Bombarda detalhou as experiências vividas na nação no período em que chefiou a FTM-Unifil, de fevereiro de 2014 a fevereiro de 2015.

“Encarem a missão com tudo de bom que ela oferece. O Líbano tem sete, oito mil anos de história”, aconselhou. Além de repassar, detalhadamente, fatos importantes acerca da política do país, o ex-comandante mostrou as áreas de atuação e as principais ações realizadas pela tropa brasileira. O almirante explicou que a cada 30 dias de missão, são 24 no mar a bordo do navio-capitânea. Os militares da Marinha são responsáveis pela detecção de embarcações no perímetro da operação, além de dar treinamento com a Força Naval libanesa em exercícios de manobras, combinados e adestramentos de operações especiais. Os oficiais que estão na Defesa vão assumir o 11º contingente em fevereiro de 2016. Eles vão ficar cerca de oito meses fora de casa.

Sobre a Unifil

Criada inicialmente em 1978, durante a Guerra Civil Libanesa – que envolvia também palestinos e israelenses –, a missão de paz da Organização das Nações Unidas (ONU) teve o reforço da Força-Tarefa Marítima em 2006, após a invasão de Israel ao sul do Líbano para combater o grupo xiita Hezbollah. Depois de ser liderada pela Alemanha e por um grupo europeu composto por Portugal, Espanha, França e Itália, a FTM-Unifil passou ao comando brasileiro em 2011. Desde então, cabe à Marinha do Brasil indicar o comandante da missão e também a nau-capitânia da esquadra internacional.

 

, , , , , , ,

Recomendados para você

Comentários

GALERIA

Dia Internacional do Peacekeeper no CCOPAB

Temporada hípica da EsEqEx

Dia do Exército – 1ª DE

©Copyright 2017 - Comandos Editorial. Todos os direitos reservados.

É expressamente proíbida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site, sendo os infratores indiciados com base na Lei nº 9.610 de 19/02/1998.

Operacional Magazine: proud to be Brazilian.