RSS
  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
  • Youtube
  • RSS

Mercado & Indústria

ENGIE fornece Centros Integrados de Controle para Estaleiro de Construção da Marinha

Por   Henrique Andrade

Projeto integra o Programa para Desenvolvimento de Submarinos; Empresa contribuiu com índice de nacionalização do projeto

A ENGIE está participando do projeto PROSUB – Programa para Desenvolvimento de Submarinos da MARINHA DO BRASIL – com a implantação dos Centros Integrados de Controle do Estaleiro de Construção (ESC), em Itaguaí (RJ), que receberá a visita do Presidente da República Michel Temer nesta sexta-feira (14).

A companhia venceu concorrência realizada pela empreiteira contratada pela Marinha do Brasil para a construção dos Estaleiros e Base Naval, e implantou os Centros Integrados de Controle do ESC, compostos pelos seguintes sistemas:

• Centro de Dados – CD
• Centro de Operações e Segurança – COS
• Centro de Controle de Infraestrutura – CCI
• Sistema de Comunicações Rádio

Trata-se de um projeto de engenharia de elevada complexidade. A ENGIE foi responsável pelo detalhamento e gerenciamento do projeto; fornecimento de equipamentos; prestação de serviços especializados de engenharia; instalações, entre outros.

Estas atividades foram desenvolvidas com supervisão e fiscalização constantes por parte da Marinha do Brasil, conferindo adequado grau de sinergia ao processo de implantação dos Centros Integrados do Estaleiro de Construção.

A ENGIE entrou no projeto em 2015 e está concluindo agora a implantação de todos os Centros Integrados.

NACIONALIZAÇÃO E NOVO CONTRATO

Com sua participação, a ENGIE ainda contribuiu para o aumento do índice de nacionalização do projeto, uma vez que o MAESTRO (software utilizado no Centro de Operação e Segurança) foi totalmente desenvolvimento no Brasil e poderá ser utilizado nas fases futuras do projeto.

“Desta forma, a ENGIE se alinha com o objetivo da Marinha do Brasil de nacionalizar o maior número possível dos produtos e sistemas adquiridos em todas as fases do programa, de grande importância no contexto estratégico do País”, disse Maurício Bähr, CEO da ENGIE.


Mauricio Bahr, CEO da Engie

Em outubro deste ano, ENGIE venceu a seleção para fornecer equipamentos e prestar serviços especializados de engenharia para a BSIM (Base de Submarinos da Ilha da Madeira. A empresa vai trabalhar nos sistemas preliminares de Centro de Dados e do Centro de Controle de Infraestrutura e de Incêndio da Base, uma nova etapa do programa de submarinos da Marinha.

Fonte | Fotos: operacional

, , , ,

Recomendados para você

Comentários

GALERIA

Formatura do Treinamento Específico de Auxiliar de Precursor

Dia Internacional do Peacekeeper no CCOPAB

Temporada hípica da EsEqEx

©Copyright 2017 - Comandos Editorial. Todos os direitos reservados.

É expressamente proíbida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site, sendo os infratores indiciados com base na Lei nº 9.610 de 19/02/1998.

Operacional Magazine: proud to be Brazilian.