Alunos da rede estadual visitam Parque Histórico Monte Bastione

Na última quarta-feira (04), aproximadamente 25 alunos, pertencentes ao Núcleo de Estudos de História Militar Sgt Max Wolf Filho, instalado no Colégio Estadual Califórnia, no Rio de Janeiro. Participaram de uma visita ao Parque Histórico Monte Bastione. Este Núcleo é um dos nove fundados e mantidos pelo Instituto Histórico Militar Marquês do Herval (IHMMH). Além dos alunos, alguns professores e a diretora da unidade escolar participaram da atividade.

Do parque histórico fazem parte as mais belas fortificações da costa brasileira, com construções iniciadas há quase cinco séculos e que, durante muito tempo, foram responsáveis pela defesa do Rio de Janeiro. Pertencem ao Parque Histórico Monte Bastione o Forte de São Luiz, o Forte do Pico, o Forte da Praia de Fora, o Forte da Tabaíba e a Pedra da Vígia.  Também fazem parte do parque o monumento em homenagem aos integrantes do II/1° ROAuR na Segunda Guerra, o monumento aos naufragosos dos navios mercantes baependy e Itagiba, o museu Mascarenhas de Moraes, além de viaturas e peças de artilharia de várias épocas, tudo isso dentro de uma belíssima área de proteção ambiental.

Durante a visitação, os alunos guiados pelo Cap Constatino de Oliveira Castricini, tiveram a oportunidade de conhecer o Forte São Luiz e o Forte do Pico. A visita as fortalezas, datadas de 1769 e 1913, respectivamente, proporcionou aos jovens visitantes conheceram o sistema de defesa da Baía da Guanabara e o emprego da artilharia tanto no período colonial, quanto no início do período republicano brasileiro. No Forte do Pico, a 227 metros de altitude e com um campo visual de 360º, os jovens tiveram a oportunidade de compreender o sistema de cruzamento fogos que defendia a entrada da Baía da Guanabara.

O Parque Histórico Monte Bastione está localizado na sede do 21° grupo de Artilharia de Campanha, unidade comandada pelo Cel Art Júlio de Oliveira Soares. Para quem deejar visitar o complexo, o endereço é Alameda Marechal Pessoa Leal, 265 – Jurujuba – Niterói, RJ. A visitação funciona de terça a domingo, às 10:00h e às 14:00h. Para maiores informações: (21) 3611-4205 ou (21) 3611-4234.

Sobre o Instituto Histórico Militar Marquês do Herval

O Instituto Histórico Militar Marquês do Herval (IHMMH) é uma associação sem fins lucrativos e de amplitude nacional, que nasceu com o objetivo de resgatar, despertar e propagar sentimentos cívicos e patrióticos nos cidadãos comuns, através da preservação, valorização e divulgação da história militar brasileira e de seus soldados-cidadãos.

Tendo a juventude como principal público-alvo, o Instituto trabalha com a proposta de levar o conhecimento da história e da cultura militar brasileira, atualmente negligenciada e deturpada no ambiente da educação básica, até aqueles que formarão o futuro de nossa nação. Através da popularização do tema, geralmente restrito ao ambiente acadêmico e as organizações militares, o IHMMH busca despertar nos jovens atributos escassos na sociedade contemporânea, como autoconfiança, cooperação, criatividade, patriotismo, entusiasmo acadêmico, coragem moral e resiliência.

Para atingir seu principio fim, o IHMMH atua na elaboração de projetos pedagógicos, atividades educacionais e na produção de materiais didáticos que abordam as diversas fases da história militar brasileira. Estes materiais preenchem um vácuo de conteúdo e servem de apoio aos docentes que pretendem implementar a temática junto aos jovens da educação básica das redes pública e privada. O material produzido pelo IHMMH é empregado também nos Núcleos de Estudo de História Militar atendidos e orientados pelo Instituto. Nos núcleos os jovens ser reúnem de forma voluntária, elegem um coordenador e são orientados diretamente pelo Instituto através de visitas e de conteúdos disponibilizados no ambiente virtual de aprendizagem do IHMMH. Este modelo facilita o trabalho em escolas distantes dos grandes centros ou onde existe uma resistência estratégica a ação do Instituto. Composto por professores universitários, historiadores, psicopedagogos, militares e entusiastas do tema, que atuam de forma voluntária, o Instituto atua também na organização e promoção de debates, montagem de exposições, consultoria a organizações militares que desejam montar espaços culturais, além da produção e apoio a eventos relacionados à História Militar brasileira.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *