• Instagram
  • Facebook
  • Twitter
  • Youtube
  • RSS
Capa

Oficial-General da FAB assume direção do Colégio Brigadeiro Newton Braga

Por   Redação

 

Foi realizada na última terça-feira (08/02), a passagem de direção do Colégio Brigadeiro Newton Braga, unidade de ensino básico da Força Aérea Brasileira. O Cel Int R1 Carlos Eduardo Barroso Franco transmitiu o comando ao Brigadeiro do Ar Saulo Valadares do Amaral, em solenidade presidida pelo Diretor de Ensino da Aeronáutica, Major-Brigadeiro do Ar Marcos Vinícius Rezende Mrad.

Antes de assumir a direção do CBNB, o Brigadeiro Valadares exerceu as funções de Comandante do III Comando Aéreo Regional, Comandante da Academia da Força Aérea (AFA), Comandante da Base Aérea do Galeão (BAGL), Adido Aeronáutico na Inglaterra, Suécia e Noruega, além de Vice-Chefe do Gabinete do Comandante da Aeronáutica. Ele ingressou na Força Aérea no ano de 1980, sendo promovido ao atual posto no dia 31 de março de 2015, totalizando em sua carreira mais de 4.900 horas de voo. O novo comandante, com experiência no Comando da maior instituição de ensino da Força Aérea, terá sob sua responsabilidade direção, aproximadamente 1500 alunos, da 1ª série do Ensino Fundamental até a 3ª série do Ensino Médio, além de professores civis e militares. Um dos grandes desafios desta gestão será dar sequência ao processo de reformulação da instituição, iniciado pela Diretoria de Ensino (DIRENS) após assumir a administração da unidade escolar.

 

Fundado no final de 1950, quando três militares perceberam a necessidade de criar uma instituição onde os filhos de militares e civis da Força Aérea Brasileira pudessem ter acesso a uma instituição de ensino de qualidade, o CBNB vem apresentando bons resultados com êxito em competições de âmbito nacional nas áreas de Astronomia e Astronáutica, Química, Matemática e História. No difícil ano de 2020, marcado pela pandemia de SARSCoV-2, 16 alunos do do Curso Pré Militar (CPM) da instituição foram aprovados na primeira fase do Concurso CPCAR (Curso Preparatório de Cadetes da Aeronáutica) e 3 alunos aprovados no processo seletivo do Colégio Naval.

Após a passagem de gestão do Colégio para a DIRENS, foi possível perceber o intuito de militarização da instituição e a busca por um maior alinhamento com o modo de funcionamento das instituições integrantes do sistema Colégio Militar do Exército Brasileiro. Embora seja um processo demorado e que encontre resistência dentro e fora da instituição, principalmente por parte dos servidores civis e seus respectivos sindicatos, no ano de 2020 a escola deu mais um importante passo neste sentido. Após algumas reuniões entre a DIRENS e o Ministério Público Federal, ficou estabelecido o retorno da contribuição mensal obrigatória para militares e civis, nos mesmos moldes do empregado no sistema Colégio Militar. Através da Portaria DIRENS nº 12/DEA, de 21 de janeiro de 2021,  foi homologado o reajuste da contribuição mensal dos alunos matriculados no CBNB, com o objetivo de “não sangrar” mais o orçamento da Força Aérea, que nos últimos anos já vem sofrendo severos cortes orçamentários. Segundo a instituição, a cobrança obrigatória possibilitará a realização de uma série de melhorias e modernizações na infraestrutura da unidade escolar, que apresenta alguns problemas de manutenção devido a antiguidade do prédio. Neste contexto, de alinhamento administrativo e doutrinário com as instituições do Colégio Militar, a expectativa é que o padrão já adotado no CPM do Colégio Brigadeiro Newton Braga, que prevê o uso diário e garboso do uniforme escolar, além do reforço nas atividades escolares focando a realização de concursos militares, deva ser ampliado a todos os alunos a partir do 6° ano do Ensino Fundamental. O projeto hoje atinge somente a um grupo de, aproximadamente, 30 alunos.

O reajuste, bem acima da inflação, pegou alguns responsáveis de surpresa em meio a uma das mais severas crises econômicas do país. Contudo, a DIRENS informou que os pais ou responsáveis de alunos carentes poderão ser dispensados total ou parcialmente da contribuição, mediante a requisição de benefício escolar por hipossuficiência econômica, que será avaliado por uma assistente social do Comando da Aeronáutica.

Desejamos ao Brigadeiro Valadares um voo de sucesso na gestão da tradicional unidade escolar.

 

Fonte | Fotos: Operacional | Fotos: Ten Infozzato (AFA) / CBNB

, , , , , , ,

Recomendados para você

Comentários

GALERIA

Formatura do Treinamento Específico de Auxiliar de Precursor

Dia Internacional do Peacekeeper no CCOPAB

Temporada hípica da EsEqEx