• Instagram
  • Facebook
  • Twitter
  • Youtube
  • RSS
Exército

David Neeleman é o novo dono da TAP

Por   

Neleman

O governo de Portugal anunciou nesta quinta-feira que David Neeleman, dono da Azul, e o presidente do grupo de transportes português Barraqueiro, Humberto Pedrosa, venceram o processo de privatização da TAP. Eles pagarão € 354 milhões por 61% da aérea. A decisão foi tomada no Conselho de Ministros. O Barraqueiro detém 50,1% do consórcio vencedor, o Gateway, cumprindo o requisito da nacionalidade europeia obrigatório para quem controla companhias aéreas. A holding DGN, do brasileiro-americano Neeleman, detém os outros 49,9%.

Em nota, a Azul parabenizou seu fundador e diretor-presidente pela vitória no processo de privatização da TAP e destacou a importância do negócio: “A companhia acredita que essa aquisição será uma oportunidade muito boa para o Brasil, uma vez que Portugal é a principal entrada dos brasileiros para a Europa e vice-versa, com aproximadamente 1,8 milhão de pessoas por mês que viajam por esta rota, sendo a maioria à lazer. E a TAP é líder nesse mercado e fundamental para atender a essa demanda”.

TAP.2

Antes mesmo da confirmação oficial, fontes já afirmavam que a proposta de Neeleman havia sido considerada pelo Conselho de Ministros “muito melhor” do que a apresentada pelo colombiano-brasileiro Germán Efromovich, da Avianca.

O consórcio Sagef, do grupo Synergy e de Efromovich, fez uma oferta de € 350 milhões: € 250 milhões em dinheiro e € 100 milhões em 50 novos aviões. E, de acordo com o site do jornal Diário Económico, a disponibilidade para investir e os projetos de capitalização da empresa foram determinantes para a decisão do governo português.

Neeleman

Dono da terceira maior aérea do Brasil — chegou a ser cotado como possível comprador da TAP na primeira tentativa de privatização feita pelo governo, no final de 2012. Mas o negócio não foi à frente. De acordo com o jornal Público, a oferta feita por Neeleman agora aposta no desenvolvimento da operação no Brasil e numa investida no mercado dos Estados Unidos.

Azul Linhas Aéreas

Em maio, o governo escolheu os consórcios Gateway e Sagef para negociações diretas. Depois disso, as duas empresas tiveram de apresentar propostas finais, com melhores condições face às iniciais. Neeleman e Efromovich entregaram a documentação final ao governo português na sexta-feira passada. E ambos melhoraram suas ofertas financeira e tecnicamente.

ALIADO DE NEELEMAN É O 15º HOMEM MAIS RICO DE PORTUGAL

De acordo com o site Expresso, Pedrosa é o 15º homem mais rico de Portugal e o maior empregador do setor dos transportes. O Barraqueiro é o líder na Península Ibérica no transporte rodoviário de passageiros, além de ferroviário e metroviário.

Ainda segundo o site Expresso, Pedrosa também detém 49% da Rede Nacional de Expressos, a E.V.A. Transportes, a Frota Azul, a Rodoviária de Lisboa, a Rodoviária do Alentejo, entre outras. Possui o negócio das concessões de transportes ferroviários de passageiros, como a Fertagus, o Metrô do Sul e o Metrô do Porto.

TAP

PORTUGAL TENTA VENDER TAP DESDE 2011

Em 2011, Portugal concordou em vender a TAP como uma das condições para receber ajuda do Fundo Monetário Internacional e da União Europeia. No ano seguinte, o governo rejeitou a única proposta de compra, feita pela Synergy, alegando falta de condições financeiras previstas pelo investidor latino-americano.

Em novembro de 2014, o governo português decidiu relançar o processo de privatização, visando a venda de 66% da TAP, sendo 5% reservados aos trabalhadores. Os 34% restantes devem permanecer em poder do Estado.

A venda da TAP permitirá uma injeção de capital na companhia para reforçar suas operações e renovar sua frota, pontuou o primeiro-ministro português Pedro Passos Coelho em março.

FONTE : O Globo

Fonte | Fotos: operacional

, , ,

Recomendados para você

Comentários

GALERIA

Formatura do Treinamento Específico de Auxiliar de Precursor

Dia Internacional do Peacekeeper no CCOPAB

Temporada hípica da EsEqEx