• Instagram
  • Facebook
  • Twitter
  • Youtube
  • RSS
Marinha

Navio da Marinha à deriva na costa da Guiana será rebocado para Belém

Por   

NDD Ceará.3

Uma avaria no sistema de propulsão do Navio de Desembarque de Doca “Ceará” (NDD Ceará), da Marinha do Brasil, deixou a embarcação à deriva a cerca de 500 milhas náuticas de Belém (PA), na costa marítima da Guiana Francesa, desde o dia 28 de abril. De acordo com a Marinha, o navio havia sido enviado para uma missão na cidade de Porto Príncipe (Haiti). Dois rebocadores devem chegar na tarde deste domingo (3) para trazer o navio até a base naval de Val-de-Cães, em Belém, organização militar mais próxima capaz de fazer os reparos necessários.

O NDD “Ceará” saiu da Base Naval do Rio de Janeiro no dia 10 de abril para a missão “Comissão Haiti XXI”, na qual transportaria material da Força de Fuzileiros da Esquadra e do Exército Brasileiro, em apoio ao contingente brasileiro da Missão de Estabilização das Nações Unidas no Haiti. O navio cumpriu o cronograma, atracando no porto de Fortaleza no período de 17 e 20 de abril.

Após a partida de Fortaleza, o NDD “Ceará” seguia para Porto Príncipe, onde desembarcaria o material logístico, quando na última terça-feira (28) ocorreu uma avaria no sistema de propulsão, o que impossibilitou dar continuidade à viagem. Segundo a Marinha, navio está em condições seguras, com energia de bordo.

NDD Ceará.2

Além dos rebocadores, foi enviado ainda o Navio-Patrulha “Guarujá” para prestar apoio ao NDD “Ceará” e auxiliar o retorno ao porto de Belém. Outra embarcação, o NDCC “Almirante Saboia” foi deslocado do Rio de Janeiro para a capital paraense para receber o material e pessoal de apoio embarcados no NDD “Ceará” e prosseguir na realização da Comissão Haiti XXI. O “ NDCC Almirante Saboia” tem previsão de chegar a Porto Príncipe em 25 de maio e regressar ao Rio de Janeiro no dia 26 de junho de 2015.

Acidente

A Marinha informou ainda que na noite da última quarta-feira (29) ocorreu um acidente com um militar. O tripulante sofreu uma contusão na cabeça ao cair de uma escada, quando realizava suas atividades laborais. Ele foi atendido pela equipe médica do navio e transferido por uma aeronave francesa até a cidade de Caiena, onde recebeu atendimento médico especializado. De lá, o tripulante foi conduzido para Belém, onde foi realizado novo atendimento no Hospital Naval local. Ele já recebeu alta e passa bem.

g-25-almte-saboia

Fonte | Fotos: g1

, , ,

Recomendados para você

Comentários

GALERIA

Formatura do Treinamento Específico de Auxiliar de Precursor

Dia Internacional do Peacekeeper no CCOPAB

Temporada hípica da EsEqEx