• Instagram
  • Facebook
  • Twitter
  • Youtube
  • RSS

Exército

Operação Brasil Verde 2 apresenta resultados expressivos

Por   Redação

No dia 11 de maio de 2020 (segunda-feira), o Comando Conjunto Príncipe da Beira (CCj PB) – 17ª Brigada de Infantaria de Selva (17ª Bda Inf Sl) – desencadeou a Operação (Op) Verde Brasil 2 em sua área de responsabilidade, que compreende os Estados de Rondônia, do Acre e sul do Amazonas.

A primeira ação ocorreu nas madeireiras do entorno da Floresta Nacional (FLONA) do JACUNDA, distrito de Candeias do Jamari, RO, particularmente na região de Vila Nova Samuel e contou com apoio dos dois helicópteros do EB. Participaram desta ação, de forma integrada e interagência, aproximadamente 200 homens e mulheres das seguinte Instituições Federais, Órgãos de Segurança Pública e Fiscalização e entidades públicas de proteção ambiental: Tropas da 17ª Bda Inf Sl coordenadas pela 17ª Companhia de Infantaria de Selva; 5º Batalhão de Engenharia de Construção (5º BEC); 3º e 4º Batalhão de Aviação do Exército (sediados em Campo Grande e Manaus respectivamente); ALA 6 (FAB em Porto Velho); Polícia Federal (PF); Força Nacional de Segurança Pública (FNSP); Secretaria de Estado da Segurança, Defesa e Cidadania (SESDEC/RO); Polícia Militar Ambiental da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Ambiental (SEDAM/PMA); Departamento de Estradas de Rodagem (DER); Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA); Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia (CENSIPAM); Defesa Civil; e Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio).

Ao todo, 5 madeireiras e 48 propriedades foram fiscalizadas. As madeireiras estão com suas atividades paralisadas até a completa verificação da documentação. Somadas, as multas (desmatamento, transporte ilegal e atividade irregular de madeireiras) totalizam R$ 4.031.041,72. Ainda fruto da ação, foram embargados 825,84 hectares de área e aplicados 20 autos de infração. O total de madeira apreendida foi de 2.271,89 m³, o que corresponde a R$ 1.135.948,05. A origem da
madeira será investigada, devido à suspeita de ter sido extraída ilegalmente. Paralelamente à operação repressiva, foi desencadeada uma ação de conscientização
ambiental na Vila Nova Samuel, com a distribuição de revistas do Exército – Recrutinha – cujo Tema, “Nosso Meio Ambiente”, contribui para um maior esclarecimento e mudança de postura da população com relação aos ilícitos ambientais.

Ações no ACRE

A primeira semana da Op Verde Brasil 2 promoveu ações repressivas também no Estado do ACRE, mais precisamente nos assentamentos da Gleba Afluente, uma Unidade de Conservação (UC) de uso sustentável, com mais de 150 mil hectares, localizada entre Manoel Urbano e Feijó. Até o momento, fruto de um trabalho bem planejado e coordenado, as Instituições, OSPF e Entidades públicas de proteção ambiental obtiveram expressivos resultados. O valor total em multas aplicadas chegou a R$ 530.814,23. Além disso, diversos materiais foram apreendidos, destacando-se: 11 motosserras, 10 armas cano longo (rifle e espingardas) de calibres diversos, 1 revólver .38, 56 cartuchos, 3 celulares, 2 pulverizadores, 1 soprador e 1 luneta.

Operação Verde Brasil 2

A Operação Verde Brasil 2 é coordenada pela Vice-Presidência da República em apoio aos órgãos de controle ambiental e de segurança pública. A missão deflagrada pelo Governo Federal, em 11 de maio de 2020, visa ações preventivas e repressivas contra delitos ambientais na Amazônia Legal. A determinação presidencial para emprego das Forças Armadas em Garantia da Lei e da Ordem (GLO) foi publicada no Diário Oficial da União por meio do Decreto n° 10.341, de 6 de maio de 2020, e tem validade para o período de 11 de maio a 10 de junho do corrente ano.

Fonte | Fotos: 17ª Bda Inf Sl

, , , , , , , , , ,

Recomendados para você

Comentários

GALERIA

Formatura do Treinamento Específico de Auxiliar de Precursor

Dia Internacional do Peacekeeper no CCOPAB

Temporada hípica da EsEqEx