News

Forças Armadas e sociedade civil transportam 3,6 mil toneladas de donativos ao Rio Grande do Sul na maior campanha humanitária já registrada no país

Embraer e FAB colaboram com logística e doações para o Rio Grande do Sul

P-3AM Orion faz primeiro voo com novas asas

ABIMDE coordenou empresas brasileiras na Defence Service Asia 2024

KC-390 Millennium transporta Hospital de Campanha da FAB para Canoas

Hospital de Campanha da Marinha inicia atendimentos no RS nesta quinta-feira (9)

Exército instala Hospital de Campanha para apoio de saúde à população no Rio Grande do Sul

Saturday, 13 de July de 2024
Home » Eventos » Representante da Helibras é eleito co-presidente para organização voltada à segurança

Representante da Helibras é eleito co-presidente para organização voltada à segurança

Diversos
Por

Antonio Modesto_Helibras Renato Olivas

Antonio Modesto, gerente de Segurança Operacional da Helibras, e Bruno Villela, foram nomeados copresidentes do BHEST – sigla para Brazilian Helicopter Safety Team, nova entidade de segurança operacional para helicópteros, criado em maio.

O BHEST foi criado com propósito de atender à Resolução nº 189 da ANAC usando a mesma metodologia de analise e recomendações de segurança do IHST, International Helicopter Safety Team, que já contava com a participação da Helibras.

“Nossa tarefa agora, com a criação do BHEST, é verificar quais são os maiores fatores contribuintes para os acidentes na aviação geral e estudar soluções de prevenção para diminuirmos as taxas. Trabalharemos também na divulgação de material educativo e teremos a chance de atuar diretamente com a ANAC”, diz Modesto.

A parceria com a Agência Nacional de Aviação Civil é essencial para colocar em prática as recomendações geradas a partir dos estudos do BHEST e padronizar a operação do grupo no Brasil com os demais times do IHST no mundo, pois todos estão ligados ao órgão regulador. Por isso, a ANAC atuará como secretária no grupo.

“O objetivo comum dos times em todos os continentes é reduzir os acidentes com asas rotativas em 80% até 2016, meta estabelecida em 2000 e que, sem a colaboração dos órgãos reguladores, certamente não conseguiremos”, completa Modesto.

Com os copresidentes já definidos, agora o time aguarda a solicitação de inclusão de membros voluntários que representam diversas áreas, como associações de pilotos e da aviação geral, entre outros interessados.

O IHST é composto, em todo o mundo, por operadores, fabricantes, mantenedores, reguladores e agências investigadoras de acidentes aéreos. No Brasil, várias iniciativas já acontecem para diminuir a taxa de acidentes na aviação geral, como o próprio Simpósio de Segurança promovido anualmente pela Helibras, que convida profissionais para proferir palestras sobre fatos ou fatores que contribuíram para acidentes recentes em helicópteros.

Fonte | Fotos: operacional