News

Escoteiros de Irajá participam de troca de guarda do Monumento aos Pracinhas

AECB Brasília realiza homenagem a veteranos da FEB

Militares do Comando Militar do Norte fortalecem o preparo em Operações Aeromóveis

Tropa do Exército Brasileiro se prepara para atividade internacional

Operações Interagências: saiba como é atuação da Marinha com outros órgãos

Condor apresenta tecnologias inteligentes durante a LAAD 2023 e anuncia o primeiro Instituto de Ciência e Tecnologia para não letais da América Latina

Grupo EDGE, dos Emirados Árabes Unidos, participa pela 1ª vez da LAAD

Tuesday, 27 de February de 2024
Home » Internacional » Reino Unido considera a criação de bases militares no Golfo Pérsico para combater o ISIS

Reino Unido considera a criação de bases militares no Golfo Pérsico para combater o ISIS

Diversos
Por

Os militares britânicos estão considerando a criação de três bases militares no Golfo Pérsico para lutar contra o Estado Islâmico (ISIS).

O exército britânico está considerando a criação de três bases militares no Golfo Pérsico para lutar contra o Estado Islâmico ( ISIS ), segundo o jornal The Times que noticiou nesta quarta-feira, citando uma fonte do Ministério da Defesa do Reino Unido. “Quem sabe podemos vir a ter um batalhão de infantaria com base em Al-Minhad, podendo treinar nos Emirados Unidos”,  disse a fonte ao jornal The Times.

Segundo a fonte, um batalhão de infantaria poderia ser enviado para Al-Minhad nos Emirados Árabes Unidos ( EAU ). Os britânicos também pode usar uma base de treinamento em Oman e ampliar o porto do Bahrein já utilizado pela Royal Navy, para fundear os navios de guerra maiores.

O Reino Unido estava considerando um aumento de sua presença militar na região por um tempo, segundo relatado pelo professor Michael Clarke, diretor do Royal United Services Institute,  ao jornal The Times. O grupo insurgente IS, anteriormente conhecido como o Estado Islâmico do Iraque e Grande Síria (ISIS ou ISIL), vem lutado contra o governo sírio desde 2012.

Em 2014, a organização lançou uma ofensiva contra o Iraque, capturando vastas áreas no norte do país, proclamando um califado islâmico nos territórios sob seu controle. O Estado Islâmico matou milhares de xiitas, cristãos e yazidis, e forçou milhares de pessoas a abandonar territórios capturados por jihadistas. Muitas mulheres e crianças estão sendo mantidos em cativeiro e são mantidos em campos de concentração.

Fonte | Fotos: rianovosti