News

Forças Armadas e sociedade civil transportam 3,6 mil toneladas de donativos ao Rio Grande do Sul na maior campanha humanitária já registrada no país

Embraer e FAB colaboram com logística e doações para o Rio Grande do Sul

P-3AM Orion faz primeiro voo com novas asas

ABIMDE coordenou empresas brasileiras na Defence Service Asia 2024

KC-390 Millennium transporta Hospital de Campanha da FAB para Canoas

Hospital de Campanha da Marinha inicia atendimentos no RS nesta quinta-feira (9)

Exército instala Hospital de Campanha para apoio de saúde à população no Rio Grande do Sul

Saturday, 13 de July de 2024
Home » Marinha » Marinha entrega Lanchas-Patrulha de Rio ao Exército Brasileiro

Marinha entrega Lanchas-Patrulha de Rio ao Exército Brasileiro

Marinha
Por

A Marinha do Brasil, por intermédio do Comando do 9º Distrito Naval, realizará cerimônia de entrega de duas Lanchas-Patrulha de Rio (LPR) ao Centro de Embarcações do Comando Militar da Amazônia (CECMA) às 10h, do dia 6 de dezembro de 2013, no Cais da Estação Naval do Rio Negro, localizado na BR 319, Km 4,5, Vila Buriti, Distrito Industrial de Manaus, no estado do Amazonas.

Quatro unidades dessas foram adquiridas junto à empresa colombiana Corporación de Ciencia y Tecnologia para El Desarrollo de La Insdustria Naval Marítima e Fluvial (COTECMAR). que prevê a customização do fornecimento das lanchas-patrulha para atender ao emprego doutrinário da Marinha do Brasil e do Exército Brasileiro, sendo duas unidades para cada Força.

A obtenção das LPR estão de acordo com as diretrizes emanadas na Estratégia Nacional de Defesa, Decreto Lei nº 6703 de 18/12/2008, especialmente no alcance aos conceitos de monitoramento, controle, mobilidade tática e presença, nas grandes bacias fluviais da região Amazônica e do Pantanal, para permitir uma ação conjunta e integrada entre as Forças.

As LPR apresentam as seguintes características:

– Material – composto laminado e reforçado de fibra de vidro, com blindagem.

– Deslocamento máximo – 11.000 Kg;

– Comprimento – 12,70 m;

– Boca – 2,90 m;

– Calado máximo – 0,90 m;

– Velocidade máxima (carregado) – 32 nós;

– Autonomia – 200 MN (370 Km);

– Tripulação – 6 militares;

– Tropa máxima – 10 militares;

– Propulsão – 2 unidades de hidrojatos;

– Armamento – 4 estações de metralhadoras 0.50 situadas na proa (dupla), pelos bordos e na popa. Uma unidade lança-granadas MK-19 na popa;

– Sistemas embarcados – radar de navegação, navegador satelital (GPS), sistema de vigilância por imagens térmicas e sistemas de comunicação rádio e visual.

Fonte | Fotos: ccsm