News

Escoteiros de Irajá participam de troca de guarda do Monumento aos Pracinhas

AECB Brasília realiza homenagem a veteranos da FEB

Militares do Comando Militar do Norte fortalecem o preparo em Operações Aeromóveis

Tropa do Exército Brasileiro se prepara para atividade internacional

Operações Interagências: saiba como é atuação da Marinha com outros órgãos

Condor apresenta tecnologias inteligentes durante a LAAD 2023 e anuncia o primeiro Instituto de Ciência e Tecnologia para não letais da América Latina

Grupo EDGE, dos Emirados Árabes Unidos, participa pela 1ª vez da LAAD

Tuesday, 27 de February de 2024
Home » Exército » ARES trabalha para assinar com o Exército Brasileiro cinco mil miras ópticas para fuzis

ARES trabalha para assinar com o Exército Brasileiro cinco mil miras ópticas para fuzis

Exército
Por

140705_fusil_mira_soldado_ares_brasil_ejercito_roberto-caiafa_734x650

A empresa brasileira ARES Aeroespacial e Defesa, subsidiária da Elbit Systems, trabalha para assinar com o Exército Brasileiro (EB) um contrato para o fornecimento de cinco mil miras ópticas para seus fuzis de assalto.

O negócio deverá incluir dispositivos reflex de pontaria multipropósito MVR MARS RS dotados de laser pointer (marcador de alvos) empregados em conjunto com miras telescópicas multipropósito TRISIGHT X3.

Mira Mars

A concorrência foi lançada no início de 2014 e ainda não foi revelado o número de cada dispositivo que o Exército pretende adquirir caso o contrato venha a ser formalizado.

A produção desses dispositivos de pontaria provavelmente será realizada no Brasil com a marca ARES, contudo, esses produtos são originários do portfólio da israelense Elbit Systems ITL, divisão especializada em sistemas eletro-ópticos.

IA2-556mm

Esses acessórios deverão equipar novos lotes de fuzis IMBEL IA2 a serem encomendados pelo Exército Brasileiro, que já iniciou o processo de substituição dos antigos FAL e PARA-FAL, pelas armas mais modernas em calibre 5,56 mm (dois mil fuzis do lote piloto entregues).

IMBEL IA2 também pode ser encontrado no calibre 7,62 mm mediante um kit de conversão que transforma antigos fuzis FAL e suas variantes numa versão do IA2, aproveitando alguns de seus componentes.

Fonte | Fotos: infodefensa