News

Forças Armadas e sociedade civil transportam 3,6 mil toneladas de donativos ao Rio Grande do Sul na maior campanha humanitária já registrada no país

Embraer e FAB colaboram com logística e doações para o Rio Grande do Sul

P-3AM Orion faz primeiro voo com novas asas

ABIMDE coordenou empresas brasileiras na Defence Service Asia 2024

KC-390 Millennium transporta Hospital de Campanha da FAB para Canoas

Hospital de Campanha da Marinha inicia atendimentos no RS nesta quinta-feira (9)

Exército instala Hospital de Campanha para apoio de saúde à população no Rio Grande do Sul

Monday, 17 de June de 2024
Home » Exército » Chefe do DECEx realiza visita oficial à Academia Militar das Agulhas Negras

Chefe do DECEx realiza visita oficial à Academia Militar das Agulhas Negras

Exército

A Academia Militar das Agulhas Negras (AMAN) recebeu a primeira visita oficial do Chefe do Departamento de Educação e Cultura do Exército (DECEx), General de Exército Tomás Miguel Miné Ribeiro Paiva, que se fazia acompanhado do Diretor de Educação Superior Militar (DESMil), General de Divisão João Batista Bezerra Leonel Filho.

A visita ocorrida no dia 7 de outubro, teve início com a escolta de honra a cavalo realizada pelo Curso de Cavalaria, a guarda de honra e as honras de recepção regulamentares.

Em seguida, ocorreu a apresentação dos oficiais ao Chefe do DECEX, no Museu Marechal José Pessoa e, logo após, uma palestra foi ministrada pelo comandante da AMAN, General de Brigada Gustavo Henrique Dutra de Menezes.

O General Tomás participou do almoço no refeitório General Pitaluga com os Cadetes do 3º e do 4º Ano, ocasião  em que foi realizada a entrega do convite do aspirantado ao Chefe do DECEx e também ao General Leonel.

No prosseguimento da visita, o General Tomás realizou uma palestra para toda a AMAN, tendo como tema “Os desafios da geração do emprego”, onde abordou aspectos dos cenários nacional e internacional.

Enfatizou, também, que a formação dos oficiais é fundamentada em valores como a verdade, lealdade, probidade e responsabilidade. Valores que norteiam a carreira do militar e garantem alto nível de credibilidade à instituição.

As atividades foram encerradas com a realização de uma corrida em forma, conduzida pelo Chefe do DECEX, com a participação de todo o efetivo do Corpo de Cadetes, como exteriorização de entusiasmo profissional, característica marcante do Sistema de Educação e Cultura do Exército.

No ano de 2014, quando era Comandante da AMAN, o então General de Brigada Tomás Miguel Miné Ribeiro Paiva, convidou a revista Operacional para uma visita de cortesia a AMAN.

Academia Militar das Agulhas Negras

A Academia Militar das Agulhas Negras (AMAN) é a instituição de ensino superior responsável pela formação dos oficiais combatentes de carreira do Exército Brasileiro.

Sua história tem início em 1810, com a criação da Academia Real Militar pelo Príncipe Regente D. João, sendo, inicialmente, instalada na Casa do Trem, no Rio de Janeiro, hoje Museu Histórico Nacional.

Ao longo dos seus mais de duzentos anos de existência, a Academia Militar ocupou seis sedes. A partir de 1812, ela passou pelo Largo de São Francisco, pela Praia Vermelha, por Porto Alegre e pelo Realengo, até que, em 1944, ela chegou à Resende. Em 23 de abril de 1951, recebeu sua atual denominação: Academia Militar das Agulhas Negras. Há que se ressaltar que a AMAN teve como seu grande idealizador o Marechal José Pessoa Cavalcanti de Albuquerque, militar que implementou uma série de mudanças significativas na formação dos oficiais do Exército na década de 1930 e criou o Corpo de Cadetes, com seu estandarte e uniformes históricos.

Herdeira dos ensinamentos e da tradição bicentenária da Academia Real Militar, é na AMAN que se inicia a formação do chefe militar, em um curso de cinco anos de duração, tendo o seu primeiro ano na Escola Preparatória de Cadetes do Exército (EsPCEx), na cidade de Campinas-SP. Ao seu final, o concludente é declarado Aspirante a Oficial e recebe o grau de Bacharel em Ciências Militares, após ter cumprido uma grade curricular que inclui disciplinas ligadas às ciências humanas, exatas, sociais e militares inerentes às diversas especialidades que integram a Linha de Ensino Militar Bélica do Exército (Infantaria, Cavalaria, Artilharia, Engenharia, Intendência, Comunicações e Material Bélico).

A AMAN dedica especial atenção à formação ética e moral dos Cadetes, no intuito de entregar ao Exército oficiais que se destaquem pela integridade, honradez, honestidade, lealdade, senso de justiça, disciplina, patriotismo e camaradagem. A AMAN fundamenta a formação dos futuros oficiais no integral desenvolvimento da pessoa, atuando nos domínios afetivos, psicomotores e cognitivos. Merece atenção especial dos Cadetes a aquisição de competências profissionais e o desenvolvimento de sólidos atributos de liderança.

Hoje, o ensino na Academia Militar é baseado em conceitos metodológicos modernos, buscando o desenvolvimento de competências indispensáveis para os “Líderes da Era do Conhecimento”. As metodologias atividades de aprendizagem e a mobilização e integração de saberes para a resolução de problemas são as realidades pedagógicas da AMAN.

Com conhecimentos, habilidades e atitudes forjados por valores cívicos e morais e pelas raízes históricas e tradições do Exército Brasileiro, é na AMAN que o futuro oficial desenvolve suas virtudes militares, tornando-se um profissional identificado com os mais nobres sentimentos de “servir” à Nação Brasileira, comprometido com o Exército e capaz de participar da defesa da Pátria.

Fonte | Fotos: Agência Verde-Oliva