News

Forças Armadas e sociedade civil transportam 3,6 mil toneladas de donativos ao Rio Grande do Sul na maior campanha humanitária já registrada no país

Embraer e FAB colaboram com logística e doações para o Rio Grande do Sul

P-3AM Orion faz primeiro voo com novas asas

ABIMDE coordenou empresas brasileiras na Defence Service Asia 2024

KC-390 Millennium transporta Hospital de Campanha da FAB para Canoas

Hospital de Campanha da Marinha inicia atendimentos no RS nesta quinta-feira (9)

Exército instala Hospital de Campanha para apoio de saúde à população no Rio Grande do Sul

Monday, 17 de June de 2024
Home » Força Aérea » Militares da FAB participam do Exercício Vulcan Guard

Militares da FAB participam do Exercício Vulcan Guard

Força Aérea

Os militares do COMAE trabalharam em duas modalidades, virtual e presencial, com dois militares fazendo a ligação operacional entre Brasília e os Estados Unidos

O Comando de Operações Aeroespaciais (COMAE) participou, de 12 a 16 de setembro, do Exercício Vulcan Guard Bolt 3, em Springfield-Ohio, com unidades da Força Espacial dos Estados Unidos. O evento foi coordenado pela Guarda Nacional de Nova York, tendo como sede o 178° Grupo de Inteligência, Vigilância e Reconhecimento (178th Intelligence, Surveillance and Reconnaissance Group).

Os militares do COMAE trabalharam em duas modalidades, virtual e presencial, com dois militares, em Springfield, fazendo a ligação operacional entre Brasília e os Estados Unidos. Durante o Exercício, controladores de satélites e operadores de carga útil, dos EUA e do Brasil, atuaram juntos para resolver problemas complexos no ambiente espacial, que envolveram possíveis colisões e interferências eletromagnéticas.

O Exercício Vulcan Guard contou com a participação de 11 unidades da Guarda Nacional de Nova York, contemplando nove estados americanos e mais de 1.000 militares. Com o uso de ferramentas de modelagem e simulação, os militares analisaram diferentes cenários operacionais, permitindo o estudo, o planejamento, a execução e a validação de procedimentos.

Segundo o Chefe do Centro de Operações Espaciais (COPE), Brigadeiro do Ar Rodrigo Alvim de Oliveira, o exercício é uma grande oportunidade para compartilhar experiências, operar conjuntamente e evoluir em doutrina espacial. “A Segurança das Operações Espaciais é uma responsabilidade de todas as Nações, e esforços como este contribuem para garantir nossos interesses no Espaço”, afirma o Oficial-General.

A participação brasileira foi um sucesso e as lições aprendidas foram registradas e implantadas, contribuindo para a Soberania, Integridade e Defesa Nacional, frente ao complexo cenário espacial.

 

Fotos: Tenente-Coronel Nohra e Tenente Christopher Graziano

Fonte | Fotos: COMAE / Agência Força Aérea