News

SAFRAN ESTÁ NA FIDAE 2024 COM SEUS PRODUTOS DE PONTA

Embraer e FAB iniciam estudos para plataformas de missões especiais

Pavilhão Brasil, coordenado pela ABIMDE, é inaugurado por autoridades na FIDAE 2024

Forças Armadas e agências federais destroem helicóptero e detêm piloto em operação contra garimpo ilegal na terra indígena Yanomami

IACIT fortalece presença entre principais marcas globais na FIDAE 2024

Operação Catrimani II: Forças Armadas empregam 800 militares em nova fase de combate ao garimpo na TI Yanomami

Marinha e Polícia Federal apreendem carga de cigarros contrabandeados no litoral do Pará

Tuesday, 23 de April de 2024
Home » Internacional » AMX completa 200.000 horas de voo na Aeronautica Militare Italiana

AMX completa 200.000 horas de voo na Aeronautica Militare Italiana

Diversos

O caça-bombardeiro AMX ultrapassou a marca de 200.000 horas de voo na Aeronautica Militare Italiana, a força aérea da Itália. A marca foi atingida no último dia 30 de maio.

O AMX (chamado de A-1 na FAB e de “Ghibli” na Itália) desenvolvido por uma joint-venture ítalo-brasileira chamada AMX International formada pela Alenia, Aermacchi e Embraer na década de 80 chegou à marca depois de mais de 2 décadas de uso. Durante esse tempo ele foi empregado em combate no Kosovo em 1999 na Líbia em 2011, além de prestar suporte às forças terrestres italianas que combatem no Afeganistão.

Completamente integrado às munições inteligentes da OTAN o AMX não fez feio frente aos seus irmãos mais novos no front de batalha; no Kosovo foi responsável por dois terços das missões de combate da Força Aérea Italiana.

Os AMX italianos estão adaptados para utilizar uma gama de armamentos inteligentes tais como as bombas Paveway guiadas a laser e JDAM.

No Brasil os A-1 estão sendo modernizados para o padrão M que deve estender o tempo de serviço da aeronave no país.

Os AMX italianos foram modernizados em 2012 para o padrão ACOL (Adequação de Capacidades Operacionais e Logísticas).

Fonte | Fotos: operacional

Tags: - -