News

Escoteiro do Rio de Janeiro é condecorado com a Medalha Marechal Mascarenhas de Moraes

Escoteiros de Irajá participam de troca de guarda do Monumento aos Pracinhas

AECB Brasília realiza homenagem a veteranos da FEB

Militares do Comando Militar do Norte fortalecem o preparo em Operações Aeromóveis

Tropa do Exército Brasileiro se prepara para atividade internacional

Operações Interagências: saiba como é atuação da Marinha com outros órgãos

Condor apresenta tecnologias inteligentes durante a LAAD 2023 e anuncia o primeiro Instituto de Ciência e Tecnologia para não letais da América Latina

Sunday, 03 de March de 2024
Home » Internacional » Governo Mexicano irá receber seu 787 Dreamliner Presidencial, em Setembro de 2015

Governo Mexicano irá receber seu 787 Dreamliner Presidencial, em Setembro de 2015

Diversos
Por

787I

O novo avião Presidencial, que o Governo Mexicano esta adquirindo, um Boeing 787-8 Dreamliner, será entregue em setembro de 2015, como foi oficialmente confirmado pelas autoridades.

A Secretaria de Comunicações e Transportes (SCT) do México informou no site Proceso.com.mx, que o avião presidencial adquirido pela Presidência da República estará pronto “para ser usado” até setembro de 2015 e explicou que irão “explorar” as várias formas de financiamento para esta aquisição.

Em uma nota oficial a imprensa, o atual governo criticou a forma da qual o governo anterior (Felipe Calderón Hinojosa) formalizou junto a empresa americana Boeing Company, a adquisição de uma aeronave para uso Presidencial do modelo Boeing 787-8, por um preço final de mais de U$S 130 Milhões.

Boeing-787-Dreamliner-14

Isso também permitiu que a administração anterior propulse-se um esquema de financiamento para que fosse possível pagar a aeronave em 15 anos.

Neste momento existem várias opções de financiamento, as quais serão analisadas para podermos escolher o que é mais conveniente para o governo, mas até agora não foi determinada nenhuma forma de pagamento, disse a nota a imprensa.

787

Quanto aos equipamentos da aeronave e a configuração interna, ainda não se definiu qual será a utilizada, mas a ideia inicial é considerar uma área de trabalho com 14 assentos para o Presidente e sua comitiva, 24 lugares para seus assessores e 42 lugares para os funcionários da equipe de apoio e representantes da imprensa; haverá um espaço de trabalho reservado ao grupo do Poder Executivo Federal, composta por escritório e sala de estar “, concluiu a informação.

Fonte | Fotos: infodefensa