News

Forças Armadas e sociedade civil transportam 3,6 mil toneladas de donativos ao Rio Grande do Sul na maior campanha humanitária já registrada no país

Embraer e FAB colaboram com logística e doações para o Rio Grande do Sul

P-3AM Orion faz primeiro voo com novas asas

ABIMDE coordenou empresas brasileiras na Defence Service Asia 2024

KC-390 Millennium transporta Hospital de Campanha da FAB para Canoas

Hospital de Campanha da Marinha inicia atendimentos no RS nesta quinta-feira (9)

Exército instala Hospital de Campanha para apoio de saúde à população no Rio Grande do Sul

Monday, 15 de July de 2024
Home » Internacional » Governo Mexicano irá receber seu 787 Dreamliner Presidencial, em Setembro de 2015

Governo Mexicano irá receber seu 787 Dreamliner Presidencial, em Setembro de 2015

Diversos
Por

787I

O novo avião Presidencial, que o Governo Mexicano esta adquirindo, um Boeing 787-8 Dreamliner, será entregue em setembro de 2015, como foi oficialmente confirmado pelas autoridades.

A Secretaria de Comunicações e Transportes (SCT) do México informou no site Proceso.com.mx, que o avião presidencial adquirido pela Presidência da República estará pronto “para ser usado” até setembro de 2015 e explicou que irão “explorar” as várias formas de financiamento para esta aquisição.

Em uma nota oficial a imprensa, o atual governo criticou a forma da qual o governo anterior (Felipe Calderón Hinojosa) formalizou junto a empresa americana Boeing Company, a adquisição de uma aeronave para uso Presidencial do modelo Boeing 787-8, por um preço final de mais de U$S 130 Milhões.

Boeing-787-Dreamliner-14

Isso também permitiu que a administração anterior propulse-se um esquema de financiamento para que fosse possível pagar a aeronave em 15 anos.

Neste momento existem várias opções de financiamento, as quais serão analisadas para podermos escolher o que é mais conveniente para o governo, mas até agora não foi determinada nenhuma forma de pagamento, disse a nota a imprensa.

787

Quanto aos equipamentos da aeronave e a configuração interna, ainda não se definiu qual será a utilizada, mas a ideia inicial é considerar uma área de trabalho com 14 assentos para o Presidente e sua comitiva, 24 lugares para seus assessores e 42 lugares para os funcionários da equipe de apoio e representantes da imprensa; haverá um espaço de trabalho reservado ao grupo do Poder Executivo Federal, composta por escritório e sala de estar “, concluiu a informação.

Fonte | Fotos: infodefensa