News

SAFRAN ESTÁ NA FIDAE 2024 COM SEUS PRODUTOS DE PONTA

Embraer e FAB iniciam estudos para plataformas de missões especiais

Pavilhão Brasil, coordenado pela ABIMDE, é inaugurado por autoridades na FIDAE 2024

Forças Armadas e agências federais destroem helicóptero e detêm piloto em operação contra garimpo ilegal na terra indígena Yanomami

IACIT fortalece presença entre principais marcas globais na FIDAE 2024

Operação Catrimani II: Forças Armadas empregam 800 militares em nova fase de combate ao garimpo na TI Yanomami

Marinha e Polícia Federal apreendem carga de cigarros contrabandeados no litoral do Pará

Wednesday, 17 de April de 2024
Home » Marinha » Comando do 6º Distrito Naval recebe Curso Especial de Guerra Anfíbia

Comando do 6º Distrito Naval recebe Curso Especial de Guerra Anfíbia

Marinha
Por

Militares em exercício no Rio Paraguai

No período de 14 a 29 de abril, o Comando do 6º Distrito Naval recebeu o Curso Especial de Guerra Anfíbia (C-ESPc-GAnf) e o Estágio Especial de Guerra Anfíbia (E-EGAnf), com um efetivo total de 70 Oficiais-Alunos e 20 instrutores, sob a coordenação do Centro de Instrução Almirante Sylvio de Camargo (CIASC).

O Curso contou com o apoio de meios e de uma Equipe de Instrutores do Grupamento de Fuzileiros Navais de Ladário (GptFNLa), além de meios operativos da Flotilha do Mato Grosso e do 4º Esquadrão de Helicópteros de Emprego Geral (HU-4).

Nesse período, os alunos participaram de intensos adestramentos na Área de Adestramento do Rabicho e embarcaram em meios navais da Flotilha do Mato Grosso, no contexto das Operações Ribeirinhas. O contato com o ambiente pantaneiro proporcionou a todos conhecerem e aprenderem as peculiaridades de se operar em uma região tão inóspita e possuidora de um bioma tão diversificado.

As atividades desenvolvidas culminaram com a realização de um Assalto Ribeirinho em área urbana, na cidade de Ladário, que teve como observadores o Comandante do CIASC, o Contra-Almirante (FN) Walter Carrara Loureiro, o Superintendente de Ensino do CIASC, o Capitão-de-Mar-e-Guerra (RM1-FN) Celso Antônio Junqueira de Rezende e o Comandante do GptFNLa, Capitão-de-Fragata (FN) Paulo Cesar de Paiva Bastos.

Durante a reunião de crítica do exercício, houve a ratificação da aprendizagem, onde instrutores e alunos puderam extrair o máximo de ensinamentos sobre as Operações Ribeirinhas em ambiente pantaneiro.

Fonte | Fotos: ccsm