News

Forças Armadas e sociedade civil transportam 3,6 mil toneladas de donativos ao Rio Grande do Sul na maior campanha humanitária já registrada no país

Embraer e FAB colaboram com logística e doações para o Rio Grande do Sul

P-3AM Orion faz primeiro voo com novas asas

ABIMDE coordenou empresas brasileiras na Defence Service Asia 2024

KC-390 Millennium transporta Hospital de Campanha da FAB para Canoas

Hospital de Campanha da Marinha inicia atendimentos no RS nesta quinta-feira (9)

Exército instala Hospital de Campanha para apoio de saúde à população no Rio Grande do Sul

Friday, 14 de June de 2024
Home » Ministério da Defesa » Brasil e Portugal planejam apoiar ações de segurança marítima na Guiné

Brasil e Portugal planejam apoiar ações de segurança marítima na Guiné

Ministério da Defesa
Por

portuga_inter2

Militares brasileiros manifestaram interesse em apoiar ações de segurança marítima no Golfo da Guiné, na costa ocidental da África, junto com Portugal. O assunto foi debatido durante a V Reunião de Cooperação Estratégica de Defesa entre os dois países, realizada em Brasília (DF) no período de 31/03 a 2/4. O evento reuniu civis especialistas em defesa e integrantes das Forças Armadas.

De acordo com o vice-chefe de Assuntos Estratégicos do Ministério da Defesa, almirante José Carlos Mathias, a região é estratégica para ambas nações. “Com esse encontro, ficou clara a posição brasileira e portuguesa acerca do tema”, disse. Futuramente, os dois países devem realizar atividades conjuntas para combater, sobretudo, a pirataria no Golfo da Guiné.

Também foram debatidos temas como a Política Nacional de Defesa, Indústria de Defesa, Saúde Militar e Ensino Superior Militar. O objetivo principal da reunião foi estreitar a parceria já existente luso-brasileira no setor.

portuga_inter1

Chefe da delegação portuguesa, o diretor-geral de Política de Defesa Nacional, Nuno Pinheiro Torres, destacou os laços históricos que seu Estado mantém com o Brasil. E afirmou que compromissos bilaterais são importantes para aumentar a confiança e o diálogo a nível político. “Em algumas áreas encontramos espaço para desenvolver mais cooperação”, salientou.

Sobre isto, o almirante Mathias defendeu maior interação entre as duas nações, afim de continuar expandindo e fortalecendo o intercâmbio mútuo. E completou dizendo que a aproximação deve acontecer “quer no plano bilateral, quer em nível multilateral no âmbito da CPLP (Comunidade de Países de Língua Portuguesa)”.

A próxima Reunião de Cooperação Estratégica de Defesa Brasil-Portugal acontece, em data a ser definida, na nação europeia. Segundo os coordenadores do evento, a expectativa é de serem feitos diálogos anuais.

Fonte | Fotos: ministeriodadefesa