RSS
  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
  • Youtube
  • RSS

História

Os números da campanha da FEB em 239 dias de ação contínua na Itália

Por   

index_clip_image006

Em 239 dias de ação contínua no “front” italiano, convém destacar os seguintes aspectos da participação da FEB na II Guerra Mundial:

(1) – Penetração da Divisão Brasileira em território da Itália – 750 km, sendo inúmeras as cidades libertadas nas extensas regiões de Toscana, Emilia, Lombardia e Piemonte. (2) – Feitos marcantes – Massarosa, Monte Prano, Barga, Monte Castelo, Camaiore, Soprassasso, Castelnuovo, Montese e a espetacular rendição alemã da 148ª Divisão em Colechio-Fornovo.

destacamento-feb-parte-i

(3) – Ações notáveis – Prisioneiros de Guerra: 20.573, sendo 2 generais, 802 oficiais e 19.679 praças. (4) – Material bélico capturado – 80 canhões, 1.500 viaturas de todos os tipos; 4.000 cavalos (de tração e de montaria) e enorme quantidade de munição. (5) – Nossas baixas – mortos 465, sendo 13 oficiais, 444 praças e 8 oficiais aviadores; feridos e acidentados 2.722; prisioneiros 35; extraviados 16.

Rendição alema

(6) – Apoio logístico – de outubro de 1944, quando a FEB entrou na frente de combate, até 8 de maio de 1945, data da rendição alemã, a FEB apresentou os seguintes índices de consumo: 6.5 milhões de tiros de metralhadoras, fuzis, carabinas e pistolas; 350 000 projéteis de canhões, morteiros e obuseiros; 75 mil granadas de mão; 4.000 minas anticarro e antipessoal; 1.700 viaturas de todos os tipos, que consumiram 1.500 milhões de litros de gasolina; 500 mil galões de óleo lubrificante; 100 mil de querosene e 60.000 de óleo diesel.

Feb

(7) – Recompensas – perto de 1.500 citações de combate e cerca de 1.000 condecorações atestam bem o valor combativo da nossa gente em tão curto prazo (239 dias). (8) Elogios – Foi no campo de batalha que o soldado brasileiro demonstrou toda fibra de que é possuidor, nivelando-se com os melhores combatentes do mundo.

recebendo-medalha-do-Ten-Gen-Truscott

Uma prova dessa afirmação são as palavras elogiosas do general Crittemberg, comandante do IV Corpo de Exército Americano na Itália e chefe ao qual a FEB esteve diretamente subordinada. Disse o general Crittemberg sobre a FEB, após o término do conflito: “Estou orgulhoso de haver tido a 1ª Divisão de Infantaria da FEB como parte do IV Corpo na Itália.

FEB.2

Os feitos da FEB durante a Campanha terão um lugar proeminente quando for escrita a História da II Guerra”.  O general Mark Clark, comandante do V Exército americano, assim se expressou em carta dirigida ao general Mascarenhas de Moraes: “A FEB, sob o seu comando, teve uma parte importante na longa campanha, agora felizmente terminada.

Feb.2

O seu ataque para NW entre a 1ª Divisão Blindada e a 92ª DI foi uma contribuição vital para a nossa vitória. Tive o privilégio de ter a FEB como parte do 15º Grupo de Exércitos”. Com esse brilhante “currículo”, todos os brasileiros devem ficar orgulhosos da FEB, que partiu para a Itália sem muita credibilidade e regressou com honra e glória para o Brasil.

FONTE : Correio do Estado

Fonte | Fotos: operacional

, , , ,

Recomendados para você

Comentários

GALERIA

Formatura do Treinamento Específico de Auxiliar de Precursor

Dia Internacional do Peacekeeper no CCOPAB

Temporada hípica da EsEqEx

©Copyright 2017 - Comandos Editorial. Todos os direitos reservados.

É expressamente proíbida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site, sendo os infratores indiciados com base na Lei nº 9.610 de 19/02/1998.

Operacional Magazine: proud to be Brazilian.