RSS
  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
  • Youtube
  • RSS

Exército

Instituto leva estudantes para dia de imersão na Brigada de Infantaria Pára-quedista

Por   Redação

Trinta alunos do Colégio Estadual Dr. Mario Guimarães, pertencentes ao Núcleo de Estudos de História Militar da unidade, mantido pelo Instituto Histórico Militar Marquês do Herval (IHMMH), participaram de mais uma ação do “Projeto Imersão”. Desta vez, a atividade foi realizada em parceria de um grande comando da Força terrestre: A Brigada de Infantaria Pára-quedista, unidade pertencente Forças de Ação Rápida (FAR) do Exército Brasileiro. Como previsto no planejamento pedagógico do projeto, a atividade teve início uma semana antes da visita, ainda na unidade escolar, quando os alunos tiveram a oportunidade de participar de uma palestra sobre a história, estrutura e finalidade da Bda Inf Pqdt, ministrada por uma equipe do IHMMH.

No último dia 18 de setembro, atendendo a convite do Cel Adriano Fructuoso da Costa, comandante do Centro de Instrução Pára-quedista General Penha Brasil (C I Pqdt GPB),os alunos conheceram detalhadamente o funcionamento e instalações da Área de Estágios, onde tiveram a oportunidade de interagir com o Sgt Romualdo, histórica figura conhecida como “O lendário 66”, e descobrir todo o processo de formação do pára-quedista militar brasileiro. Finalizando a passagem pela “Escola de Pára-quedistas”, os alunos realizaram o salto da torre de instrução. Os que venceram o desafio foram agraciados com o diploma de Torrequedistas”.

Após a passagem pela Área de Estágios, os alunos visitaram o Museu Aeroterrestre onde conheceram detalhadamente o acervo e tiveram a oportunidade de conectar o passado com o presente da Brigada. No auditório do museu, os jovens participaram de uma palestra sobre a história da atividade paraquedista do Exército Brasileiro. Encerrado o período de contato com a história da “velha Brigada”, os alunos seguiram até a “Ponte da Amizade”.  Acompanhados de um instrutor do Curso de Precursor Pára-quedista tiveram a oportunidade de conhecer a operação de uma zona de lançamento e acompanhar o lançamento real de pára-quedistas realizado por uma aeronave C-105 Amazonas da Força Aérea Brasileira.

Finalizando o dia imersão nas atividades da Brigada de Infantaria Pára-quedista, os alunos participaram de uma formatura na Companhia de Precursores Pára-quedistas. No “Ninho dos Cardeais” eles tiveram a oportunidade de conhecer mais sobre a história da especialidade e participar da inauguração da Sala de Instrução Cabo Dalton Malfacini, inaugurada em homenagem ao primeiro Auxiliar de Precursor formado no Exército Brasileiro em 1954. Convidados pelo comandante da Companhia de Precursores Pára-quedista (Cia Prec Pqdt), Tenente-Coronel Antoine de Souza Cruz, os jovens pertencentes ao Núcleo de Estudos de História Militar “Osório Legendário”, participaram da formatura alusiva ao encerramento do 19/1 Treinamento Específico de Auxiliar de Precursor (TEAP). Além de observarem os conceitos de patriotismo e disciplina presentes neste tipo de solenidade, os jovens foram recebidos pelo General de Brigada Pedro Celso Coelho Montenegro, Comandante da Brigada de Infantaria Pára-quedista, e pelo Cel Alexandre José Côrrea, chefe do Estado-Maior do Comando da Brigada de Infantaria Pára-quedista. A atividade fez parte do “Projeto Imersão”, idealizado e desenvolvido pelo Instituto Histórico Militar Marquês do Herval (IHMMH), que busca proporcionar a estudantes da educação básica, em contato com unidades militares das Forças Armadas e Forças Auxiliares, o conhecimento mais profundo de suas histórias, atividades e, principalmente, valores.

Sobre o Instituto Histórico Militar Marquês do Herval

O Instituto Histórico Militar Marquês do Herval (IHMMH) é uma associação sem fins lucrativos e de amplitude nacional, que nasceu com o objetivo de resgatar, despertar e propagar sentimentos cívicos e patrióticos nos cidadãos comuns, através da preservação, valorização e divulgação da história militar brasileira e de seus soldados-cidadãos.

Tendo a juventude como principal público-alvo, o Instituto trabalha com a proposta de levar o conhecimento da história e da cultura militar brasileira, atualmente negligenciada e deturpada no ambiente da educação básica, até aqueles que formarão o futuro de nossa nação. Através da popularização do tema, geralmente restrito ao ambiente acadêmico e as organizações militares, o IHMMH busca despertar nos jovens atributos escassos na sociedade contemporânea, como autoconfiança, cooperação, criatividade, patriotismo, entusiasmo acadêmico, coragem moral e resiliência.

A sociedade brasileira vive um momento onde as escolas brasileiras se transformaram, em sua maioria, em centros de doutrinação política, ideológica e de instrumentalização do ensino para fins partidários. Uma verdadeira guerra cultural e de narrativas, que tenta pautar os currículos e o ensino da história, com o propósito de denegrir a verdadeira história do nosso país e de seus verdadeiros heróis, tal como destruir valores que formam nossas tradições. Foi neste complexo cenário que nasceu o IHMMH, defendendo a proposta de que o conhecimento da história militar brasileira e seus soldados-cidadãos, desperta e resgata valores cívicos, morais e patrióticos valiosos para o país.

Para atingir seu principio fim, o IHMMH atua na elaboração de projetos pedagógicos, atividades educacionais e na produção de materiais didáticos que abordam as diversas fases da história militar brasileira. Estes materiais preenchem um vácuo de conteúdo e servem de apoio aos docentes que pretendem implementar a temática junto aos jovens da educação básica das redes pública e privada. O material produzido pelo IHMMH é empregado também nos Núcleos de Estudo de História Militar atendidos e orientados pelo Instituto. Nos núcleos os jovens ser reúnem de forma voluntária, elegem um coordenador e são orientados diretamente pelo Instituto através de visitas e de conteúdos disponibilizados no ambiente virtual de aprendizagem do IHMMH. Este modelo facilita o trabalho em escolas distantes dos grandes centros ou onde existe uma resistência estratégica a ação do Instituto. Composto por professores universitários, historiadores, psicopedagogos, militares e entusiastas do tema, que atuam de forma voluntária, o Instituto atua também na organização e promoção de debates, montagem de exposições, consultoria a organizações militares que desejam montar espaços culturais, além da produção e apoio a eventos relacionados à História Militar brasileira.

Para conhecer mais sobre as ações do Instituto Histórico Militar Marquês do Herval visite as redes sociais do projeto: http://www.facebook.com/institutomarquesdoherval e http://www.instagram.com/institutomarquesdoherval

Fonte | Fotos: Operacional | Cauã Corte e Sd Gavinho

, , , , , ,

Recomendados para você

Comentários

GALERIA

Formatura do Treinamento Específico de Auxiliar de Precursor

Dia Internacional do Peacekeeper no CCOPAB

Temporada hípica da EsEqEx

©Copyright 2017 - Comandos Editorial. Todos os direitos reservados.

É expressamente proíbida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site, sendo os infratores indiciados com base na Lei nº 9.610 de 19/02/1998.

Operacional Magazine: proud to be Brazilian.