RSS
  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
  • Youtube
  • RSS

Exército

Primeira semana da operação Verde Brasil/17 apresenta resultados expressivos

Por   Rafael Sayão

Ao término da primeira semana da Operação (Op) de Garantia da Lei e da Ordem (GLO) VERDE BRASIL/17 sob a Coordenação da 17ª Brigada de Infantaria de Selva (17ª Bda Inf Sl) e com a participação de Órgãos Estaduais e Federais, as manobras de combate a incêndios em vegetação e repressão a delitos ambientais, através do monitoramento dos focos de calor, prosseguem com ampliação do efetivo e dos meios empregados, bem como com a abertura de novas bases em Rondônia.

A Operação ocorre em ambiente interagências com o máximo de integração com Instituições Federais e Órgãos de Segurança Pública e Fiscalização (OSPF) dos Estados de RO e do AC, dentre os quais podemos citar: 17a Bda Inf Sl; ALA 6; Força Nacional (FN), Corpo de Bombeiros Militar (CBM), Equipes de Prevenção e Combate a Incêndios do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA), Polícia Militar Ambiental, Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia (CENSIPAM), Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio).

No contexto da Op GLO, a área sob responsabilidade da 17a Bda Inf Sl abrange os Estados de Rondônia e do Acre, além de uma porção no extremo sul do Estado do Amazonas. Esta última, abrange a Terra Indígena (TI) Tenharim Marmelos e a Unidade de Conservação (UC) Campos Amazônicos, com uma Base de Operações instalada na sede da UC, contando com o trabalho de 35 brigadistas do IBAMA e do ICMBio, além de meios terrestres e de apoio aéreo, que incluem
aeronaves Caravan do IBAMA, Airtractors do ICMBio e C-130 (Hércules) da Força Aérea Brasileira (FAB).

Em Rondônia, já se encontram estabelecidas duas Bases de Operações. A Base 1 (Setor 1) foi instalada na quarta-feira (28) pelo 6º Batalhão de Infantaria de Selva (6º BIS) e tem como área de atuação principal a TI Karipuna, a TI Uru-Eu-Wau-Wau e o parque Estadual de Guajará-Mirim, onde foram observadas pequenas áreas afetadas por incêndios florestais. Conta com a participação de 92 homens e mulheres de diversas Instituições como CBM, IBAMA, FN, BPA e SEDAM. A outra base é a Base 3 (Setor 3), que foi a primeira a ser estabelecida, no dia 24 de agosto (sábado), e que conta com 81 agentes, 23 meios terrestres e 5 aeronaves.  No final desta semana, as ações passaram a contar com o reforço de três helicópteros: um Pantera e um Black Hawk, do 4º Batalhão de Aviação do Exército, sediado em Manaus/AM, e um Black Hawk da FAB.

No Estado do Acre, o Corpo de Bombeiros Militar está capacitando 240 militares do Exército Brasileiro para atuarem no combate às queimadas no Estado, a partir do início de setembro. O treinamento envolve teoria e prática, tanto do uso dos equipamentos como das técnicas de segurança no combate às queimadas. A fase operativa contará, ainda, com o Batalhão de Policiamento Ambiental (BPA-AC), Órgãos de proteção ao meio ambiente, e de uma delegacia que deve ser implantada na Divisão de Investigação Criminal (DIC), em Rio Branco/AC.

Até o momento, 208 homens e mulheres estão diretamente empregados nas ações de campo, além de 43 meios terrestres (Viaturas Auto Combate a Incêndio Florestal, Caminhões Tanques, Micro-ônibus, Vans, Caminhonetes 4×4, ambulâncias, quadriciclos e motocicletas), e 11 aeronaves (5 Helicópteros, 1 C-130, 4 Airtractors e 1 Caravan). Em apenas uma semana de atividades na Operação VERDE BRASIL/17, já é possível mensurar as seguintes ações e apoios realizados:
– 18 lançamentos de C-130 (12.000 litros cada) e 22 lançamentos de “Air Tractor” (2.000 litros cada), totalizando cerca de 260.000 litros de água;
– 41 m³ de madeira apreendida e 11 Termos de Infração lavrados, no valor total de R$ 994.775,00 em multas, além de 8 detidos;
– apreensão de 1 caminhão, 5 motocicletas, 1 motosserra, 1 espingarda e 4 cartuchos não deflagrados;
– tropas em solo realizando o combate aos ilícitos ambientais de forma ininterrupta; e
– reconhecimentos aéreos por meio de sobrevoos de monitoramento nas áreas de Operações.

Ao final desta primeira semana de Operações, a 17ª Bda Inf Sl recebeu a visita do Ministro da Defesa, Fernando Azevedo, que acompanhou as atividades realizadas no âmbito da Operação Verde Brasil/17 na manhã desta sexta-feira (30). Juntamente com sua comitiva, o Ministro verificou o sistema de monitoramento de satélites e conheceu atividades técnicas e operacionais desenvolvidas no Centro Regional de Porto Velho (CR-PV). Após sobrevoar a Floresta  Nacional do Jacundá (RO), uma das áreas de atuação das Forças Armadas e dos órgãos governamentais, no início da tarde, o Ministro Fernando Azevedo atendeu a imprensa em uma coletiva realizada na Ala 6 (Base Aérea) de Porto Velho, onde mostrou, por meio de imagens do CENSIPAM, a diminuição de alertas de focos de calor na região.

A Op VERDE BRASIL/17 emprega meios satelitais online para identificar os focos de calor e poder direcionar os seus meios para debelá-los, com o esforço e o material necessário, realizando judicioso estudo antes de utilizar esses meios.

Fonte | Fotos: 17ª Bda Inf Sl

, , , , , , , , , ,

Recomendados para você

Comentários

GALERIA

Formatura do Treinamento Específico de Auxiliar de Precursor

Dia Internacional do Peacekeeper no CCOPAB

Temporada hípica da EsEqEx

©Copyright 2017 - Comandos Editorial. Todos os direitos reservados.

É expressamente proíbida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site, sendo os infratores indiciados com base na Lei nº 9.610 de 19/02/1998.

Operacional Magazine: proud to be Brazilian.