News

Forças Armadas e sociedade civil transportam 3,6 mil toneladas de donativos ao Rio Grande do Sul na maior campanha humanitária já registrada no país

Embraer e FAB colaboram com logística e doações para o Rio Grande do Sul

P-3AM Orion faz primeiro voo com novas asas

ABIMDE coordenou empresas brasileiras na Defence Service Asia 2024

KC-390 Millennium transporta Hospital de Campanha da FAB para Canoas

Hospital de Campanha da Marinha inicia atendimentos no RS nesta quinta-feira (9)

Exército instala Hospital de Campanha para apoio de saúde à população no Rio Grande do Sul

Friday, 21 de June de 2024
Home » Internacional » Caças franceses baseados na Polônia, interceptaram aviões russos dois dias seguidos

Caças franceses baseados na Polônia, interceptaram aviões russos dois dias seguidos

Diversos
Por

caças-Rafale-na-Polônia-são-substituídos-por-Mirage-foto-2-Min-Def-França

O Ministério da Defesa da França divulgou no dia 15/07, uma nota relatando que a Força Aérea Francesa (Armée de l’Air) fez duas interceptação de aviões Russos  por dois dias seguidos.

Estas interceptações foram efetuadas pelo destacamento de caças Mirage 2000 da Força Aérea Francesa alocados na Base Aérea de Malbork, na Polônia, como parte da defesa aérea dos países Bálticos por parte da OTAN (Organização do Tratado do Altântico Norte).

As missões ocorreram entre os dias 7 e 8 de julho, no dia 7 o alerta foi dado às 12h30, e sete minutos mais tarde dois caças Mirage 2000 decolavam para identificar uma aeronave que voava sobre o Mar Báltico que entrou em espaço aéreo restrito dos países Bálticos sem um plano ou autorização de võo.

Russian_Air_Force_Ilyushin_Il-20_Naumenko-1

Às 12h50, os caças interceptaram a aeronave ao norte da Polônia e o identificaram como um IL-20 Coot A, de reconhecimento da Força Aérea Russa, e após as verificações de praxe, os caças retornaram à base.

No dia 8 de julho, ocorreu praticamente uma repetição da missão do dia anterior, quando caças Mirage 2000, após voltar de um voo de treinamento estavam sendo reconfigurados para a missão de interceptação.

Mirage-2000-5-do-esquadrão-Cigognes-em-voo-foto-Força-Aérea-Francesa

Três minutos após o alerta, os caças decolaram e novamente interceptaram um outro IL-20 COOT A, no mesmo setor do dia anterior, desta vez a aeronave foi escoltada até o limite da zona aérea.

A Força Aérea Francesa vem mantendo desde o dia 6 de maio um destacamento com quatro aviões de caça (os primeiros foram os Rafales) em Malbork, atendendo a uma solicitação da OTAN, que além das missões de permanência operacional (alerta), realizam treinamentos diários de alertas e operacionalidade com os caças poloneses.

FONTE : defense.gouv.fr

Fonte | Fotos: operacional