News

SAFRAN ESTÁ NA FIDAE 2024 COM SEUS PRODUTOS DE PONTA

Embraer e FAB iniciam estudos para plataformas de missões especiais

Pavilhão Brasil, coordenado pela ABIMDE, é inaugurado por autoridades na FIDAE 2024

Forças Armadas e agências federais destroem helicóptero e detêm piloto em operação contra garimpo ilegal na terra indígena Yanomami

IACIT fortalece presença entre principais marcas globais na FIDAE 2024

Operação Catrimani II: Forças Armadas empregam 800 militares em nova fase de combate ao garimpo na TI Yanomami

Marinha e Polícia Federal apreendem carga de cigarros contrabandeados no litoral do Pará

Friday, 19 de April de 2024
Home » Internacional » USAF testa projeto de lançamento de munições guiadas com sistema CLEAVER

USAF testa projeto de lançamento de munições guiadas com sistema CLEAVER

Diversos

A Força Aérea dos EUA está testando desde o início do ano, um projeto para lançamento de um “pacote” de munições guiadas de alta precisão montados sobre uma plataforma a partir de seus aviões de transporte, o que pode vir a converter aeronave cargueira em “bombardeiro”, caso seja necessário, revelou o site The Drive.

O Pentágono descreveu o desenvolvimento  deste projeto como uma arma de alta precisão e de longo alcance para destruição de alvos móveis e estacionários. O sistema de Veículos Aéreos Substituíveis de Lançamento de Carga com Distância Estendida (CLEAVER, em inglês) “representa uma nova abordagem no lançamento de grandes quantidades de armas de longo alcance, o que trará uma nova dinâmica ao combate de alto nível”, comunicou o coronel Garry Haase da Força Aérea dos EUA.

Os primeiros testes ocorreram em janeiro com aeronaves cargueiras C-130 Hercules e C-17 Globemaster. A plataforma é dotada de munições montadas sobre ela semelhantes às bombas AGM-154. Além da cauda em forma de X, a AGM-154 tem asas que se abrem em voo e permitem que a bomba voe a uma distância considerável.

Entretanto, o método exato de utilização do CLEAVER ainda é desconhecido, embora pareça que o objetivo do projeto seja proporcionar, em caso de necessidade, às aeronaves de transporte a capacidade de serem convertidas rapidamente em aviões de ataque.

Fonte | Fotos: The Drive