News

SAFRAN ESTÁ NA FIDAE 2024 COM SEUS PRODUTOS DE PONTA

Embraer e FAB iniciam estudos para plataformas de missões especiais

Pavilhão Brasil, coordenado pela ABIMDE, é inaugurado por autoridades na FIDAE 2024

Forças Armadas e agências federais destroem helicóptero e detêm piloto em operação contra garimpo ilegal na terra indígena Yanomami

IACIT fortalece presença entre principais marcas globais na FIDAE 2024

Operação Catrimani II: Forças Armadas empregam 800 militares em nova fase de combate ao garimpo na TI Yanomami

Marinha e Polícia Federal apreendem carga de cigarros contrabandeados no litoral do Pará

Sunday, 21 de April de 2024
Home » Mercado & Indústria » ENGIE fornece Centros Integrados de Controle para Estaleiro de Construção da Marinha

ENGIE fornece Centros Integrados de Controle para Estaleiro de Construção da Marinha

Mercado & Indústria

Projeto integra o Programa para Desenvolvimento de Submarinos; Empresa contribuiu com índice de nacionalização do projeto

A ENGIE está participando do projeto PROSUB – Programa para Desenvolvimento de Submarinos da MARINHA DO BRASIL – com a implantação dos Centros Integrados de Controle do Estaleiro de Construção (ESC), em Itaguaí (RJ), que receberá a visita do Presidente da República Michel Temer nesta sexta-feira (14).

A companhia venceu concorrência realizada pela empreiteira contratada pela Marinha do Brasil para a construção dos Estaleiros e Base Naval, e implantou os Centros Integrados de Controle do ESC, compostos pelos seguintes sistemas:

• Centro de Dados – CD
• Centro de Operações e Segurança – COS
• Centro de Controle de Infraestrutura – CCI
• Sistema de Comunicações Rádio

Trata-se de um projeto de engenharia de elevada complexidade. A ENGIE foi responsável pelo detalhamento e gerenciamento do projeto; fornecimento de equipamentos; prestação de serviços especializados de engenharia; instalações, entre outros.

Estas atividades foram desenvolvidas com supervisão e fiscalização constantes por parte da Marinha do Brasil, conferindo adequado grau de sinergia ao processo de implantação dos Centros Integrados do Estaleiro de Construção.

A ENGIE entrou no projeto em 2015 e está concluindo agora a implantação de todos os Centros Integrados.

NACIONALIZAÇÃO E NOVO CONTRATO

Com sua participação, a ENGIE ainda contribuiu para o aumento do índice de nacionalização do projeto, uma vez que o MAESTRO (software utilizado no Centro de Operação e Segurança) foi totalmente desenvolvimento no Brasil e poderá ser utilizado nas fases futuras do projeto.

“Desta forma, a ENGIE se alinha com o objetivo da Marinha do Brasil de nacionalizar o maior número possível dos produtos e sistemas adquiridos em todas as fases do programa, de grande importância no contexto estratégico do País”, disse Maurício Bähr, CEO da ENGIE.


Mauricio Bahr, CEO da Engie

Em outubro deste ano, ENGIE venceu a seleção para fornecer equipamentos e prestar serviços especializados de engenharia para a BSIM (Base de Submarinos da Ilha da Madeira. A empresa vai trabalhar nos sistemas preliminares de Centro de Dados e do Centro de Controle de Infraestrutura e de Incêndio da Base, uma nova etapa do programa de submarinos da Marinha.

Fonte | Fotos: operacional