• RSS
  • Facebook
  • Twitter
  • Youtube
Exército

Helicópteros da marca Helibras utilizados na Copa registraram quase 700 horas de voo

Por Anderson Gabino      |     21/07/2014 às 18:46

IMG_6230

A Helibras deu suporte à AvEx com consultas técnicas, auxílio na solução de panes e apoio em material e ferramental para manutenção durante o evento. As atividades dos helicópteros da marca Helibras operados pela Aviação do Exército (AvEx) durante a Copa do Mundo FIFA 2014 em todo o país chegaram a quase 700 horas de voo, tendo alcançado no período uma disponibilidade superior a 93%.

O Exército realizou a operação com 36 aeronaves durante o evento, e manteve mais seis helicópteros reservas para o caso de indisponibilidade de alguma unidade na missão. A AvEx manteve aeronaves em 9 das 12 sedes da Copa do Mundo e utilizou, em média, quatro unidades por cidade.

Desde helicópteros leves, como os modelos AS550 Fennec, que na versão civil é o conhecido Esquilo, até médios como o AS365  Pantera, e pesados como o AS532 e o EC725. Os helicópteros participaram de atividades de varredura, segurança e vigilância antes, durante e após os jogos.

Hawk Eye

A Assistência Técnica da Helibras ficou de prontidão e disponível em tempo integral para atender a todas as sedes, e as cidades de São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Fortaleza, Brasília e Manaus contaram com a presença permanente de profissionais da empresa, durante todo o período do evento.

Para as demais sedes, como Porto Alegre, Recife e Cuiabá, foram designados assistentes técnicos, que permaneceram à disposição da AvEx em seus escritórios, com a responsabilidade de fazer contatos diários com os gerentes de manutenção do Exército.

Os 25 funcionários do Centro de Suporte ao Cliente da Helibras, localizado em Atibaia, interior de SP, trabalharam em horários especiais e estiveram durante todo o período da Copa do Mundo de prontidão para atender a outras demandas relacionadas ao evento.

EC725-EB-uni11_FChrist

A empresa ainda foi responsável por organizar uma rede de envolvimento com todos os fornecedores de componentes dos modelos operados pelo Exército para que estivessem a postos no período.

A equipe da AvEx em Belo Horizonte foi a que mais utilizou os serviços da Assistência Técnica da Helibras, com um total de 78 horas de atendimento presencial.

Estiveram presentes dois profissionais da empresa em tempo integral, que auxiliaram o cliente em consultas técnicas e solução de panes, além de apoio em material e ferramental para pequenas manutenções dos helicópteros da Força baseados na cidade mineira.

“O sucesso das atividades desempenhadas e a alta disponibilidade garantida às aeronaves da Aviação do Exército mostram o comprometimento e capacidade da Helibras em atender seus clientes em qualquer situação”, afirma Flavio Pires, vice-presidente de Suporte e Serviços da Helibras.

Rio Negro. Manaus_ Crédito Dmavex

Todo o planejamento para apoiar as atividades da AvEx durante a Copa do Mundo FIFA 2014 foi iniciado com bastante antecedência na Helibras, em parceria com a Força. Diversas equipes da empresa organizaram ações para antecipar as necessidades do cliente.

As manutenções periódicas, por exemplo, que deveriam ser realizadas durante o mês de junho, foram adiantadas para garantir as aeronaves em voo durante o evento. Foi o caso de três helicópteros que estavam em reparos na Helibras, cujo prazo para entrega foi antecipado.

A Helibras também criou, no Brasil, um entreposto de peças e produtos vindos da Europa para dispor de um estoque de fácil acesso em casos de necessidade. Esse novo estoque recebeu um investimento de cerca de 4 milhões de euros e já estava à disposição do cliente um mês antes do início da Copa do Mundo.

 FONTE : Helibras, via CCE

, ,

Recomendados para você

Comentários

GALERIA

Base Aérea de Santa Cruz abre suas portas em evento festivo

“Portões Abertos 2015” do Museu Aeroespacial

Voando com o Esquadrão Adelphi




©Copyright 2017 - Comandos Editorial. Todos os direitos reservados.

É expressamente proíbida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site, sendo os infratores indiciados com base na Lei nº 9.610 de 19/02/1998.

Operacional Magazine: proud to be Brazilian.