• Instagram
  • Facebook
  • Twitter
  • Youtube
  • RSS

Internacional

Brasileiro é detido na Bulgária sob suspeita de terrorismo

Por   

terrorismo-world-bulletin-reproducao-ok

Um brasileiro de 18 anos, nascido em Formosa (GO), aguarda a extradição para a Espanha, onde deve responder pelo crime de terrorismo. Em nota divulgada pela internet, a Organização Internacional de Polícia Criminal (Interpol) confirmou, na tarde de ontem, que três homens procurados pelas autoridades de Madri foram detidos no posto de controle Kapitan Andreevo, na fronteira da Bulgária com a Turquia, na noite de segunda-feira.

Dois deles viajavam com passaporte marroquino e um terceiro tinha documentos brasileiros. De acordo com a Interpol, os suspeitos estariam a caminho da Síria, onde lutariam nas fileiras do Estado Islâmico. As detenções ocorreram horas depois de a polícia internacional emitir um alerta. A reportagem entrou em contato, por telefone, com o escritório da Interpol em Madri, que se negou a confirmar a identidade do brasileiro.

POY-HED/

Em comunicado à imprensa, o Itamaraty informou que presta assistência consular ao brasileiro preso na Bulgária. “O nacional já foi contatado pela Embaixada do Brasil em Sófia e será visitado em breve por funcionários” da representação, afirmou o Ministério das Relações Exteriores. “Em respeito à privacidade de cidadãos brasileiros no exterior e de suas famílias, o Itamaraty não tem autorização para fornecer mais informações sobre o caso em apreço”, acrescentou.

Em Formosa, uma emissora de rádio divulgou a notícia e pediu contato com familiares do rapaz. No entanto, até o fechamento desta edição, não havia obtido sucesso. A prisão do goiano e dos dois marroquinos, suspeitos de “envolvimento em um grupo terrorista”, começou a se desenhar às 12h30 (8h30 em Brasília) de segunda-feira, quando a Agência Nacional de Segurança da Bulgária (SANS, pela sigla em búlgaro) foi informada sobre a presença dos suspeitos em seu território.

Cerca de 45 minutos depois, eles foram capturados quando tentavam ingressar na Turquia. O trio permanece detido na carceragem da SANS em Haskovo, no sudoeste do país. A extradição é que a previsão ocorra em até 48 horas — os suspeitos estão à disposição da promotoria e do Ministério do Interior. Como o brasileiro mora há alguns anos em Barcelona, ele deverá ser devolvido à Espanha.

FONTE : Correio Braziliense

Fonte | Fotos: operacional

, , ,

Recomendados para você

Comentários

GALERIA

Formatura do Treinamento Específico de Auxiliar de Precursor

Dia Internacional do Peacekeeper no CCOPAB

Temporada hípica da EsEqEx