• RSS
  • Facebook
  • Twitter
  • Youtube
História

José Augusto Pereira, um garimpeiro de antiguidades no Rio de Janeiro

Por   Redação

zecapa

José Augusto Pereira, o Zeca, é português de nascimento e brasileiro de coração. Nasceu em Portugal em 1955, mas teve seu primeiro contato com uma viatura militar antiga, há 45 anos atrás, já no Brasil. Seu pai, proprietário de um ferro-velho, comprou 30 viaturas em um leilão do Exército Brasileiro.

Embora estivessem em esta-do de sucata, ele foi presenteado com um, o MB 1942 que o acompanha até hoje. A coleção foi aumentando ano após ano e hoje é possuidor, além do tradicional 1942, de um jeep 1951, de um caminhão chevrolet 1939, de uma lambreta canhoneira e de um reboque. Quando não está desbravando as toneladas de ferro que o cercam diariamente, Zeca está participando das atividades de preservação de carros antigos e colecionistas.  A paixão do Zeca por veículos raros não fica restrita aos itens militares. Além dos possantes verde-oliva, ele é o feliz proprietário de um Malibu 68 e um Camaro 74.

Quem passa pela Avenida Brasil, uma das avenidas mais movimentadas do Rio de Janeiro, encontra na altura de Parada de Lucas, um “carro de combate” estrategicamente estacionado sob uma montanha de ferro. É ali que funciona a Pereira Máquinas, quartel-general onde Zeca guarda suas viaturas e muitas outras atrações.

A empresa foi fundada pela iniciativa de de seu Manoel, pai do Zeca, um português empreendedor que veio ao Brasil para trabalhar com laminação e acabou no negócio de compra e venda de sucata. Em um galpão de 6 mil metros quadrados estão mais de 10 mil peças e muitas pre-ciosidades. Em seu escritório existe coleção de quase tudo: capacetes mi-litares, soldados de chumbo, viaturas militares em escala, chaveiros e tudo mais que possa encantar um entusiasta por antiguidades.

O local é frequentado por colecionadores, antiquários, curiosos, fotógrafos e artistas plásticos. Famosos como Angélica, Anita e até o campeão de Fórmula 1 Jenson Button já passaram por lá. O badalado artista plástico Vik Muniz, é figura fácil nos galpões da Pereira Máquina onde encontra espaço e muita matéria-prima para seus trabalhos.

Arquiteto de formação, Zeca é apaixonado pela história da Força Expedicionária Brasileira na Itália e está sempre envolvido em homenagens aos nossos veteranos. Através da parceria com Vik Muniz, foi o responsável pela produção um quadro representando o primeiro tiro de artilharia da FEB na Itália. A obra, avaliada em 60 mil reais, foi doada a Casa da FEB para que fosse leiloada e a renda revertida para a instituição.

Não existe um apreciador de antiguidades que não conheça a Pereira Máquinas. Se você não conhece, é hora de conhecer. O local é grande, mas com certeza, no meio de toneladas de ferro você encontrará e seu entusiasmado proprietário e suas fantásticas peças.

 

, , , ,

Recomendados para você

Comentários

GALERIA

Temporada hípica da EsEqEx

Dia do Exército – 1ª DE

Campeonato de salto do Exército Brasileiro

©Copyright 2017 - Comandos Editorial. Todos os direitos reservados.

É expressamente proíbida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site, sendo os infratores indiciados com base na Lei nº 9.610 de 19/02/1998.

Operacional Magazine: proud to be Brazilian.