News

Escoteiros de Irajá participam de troca de guarda do Monumento aos Pracinhas

AECB Brasília realiza homenagem a veteranos da FEB

Militares do Comando Militar do Norte fortalecem o preparo em Operações Aeromóveis

Tropa do Exército Brasileiro se prepara para atividade internacional

Operações Interagências: saiba como é atuação da Marinha com outros órgãos

Condor apresenta tecnologias inteligentes durante a LAAD 2023 e anuncia o primeiro Instituto de Ciência e Tecnologia para não letais da América Latina

Grupo EDGE, dos Emirados Árabes Unidos, participa pela 1ª vez da LAAD

Thursday, 22 de February de 2024
Home » Exército » Caças da FAB tiveram 95% de disponibilidade durante o Exercício Salitre 2014

Caças da FAB tiveram 95% de disponibilidade durante o Exercício Salitre 2014

Exército
Por

Ex.Salitre

Os quatro caças F-5EM da Força Aérea Brasileira tiveram 95% de disponibilidade no exercício Salitre 2014, que se encerra hoje (17/10) no Chile. Das mais de 30 missões de combate simulado realizadas, somente duas foram canceladas.

O resultado é comemorado pelos 25 militares responsáveis pela manutenção e suprimentos das aeronaves.

Nós somos o grupo que, nos bastidores, estamos fazendo o F-5 decolar e voar com segurança, diz o Sargento Davi Machado do Primeiro Grupo de Aviação de Caça (1°GAvCa).

Ex.Salitre.2

Mas para isso foi necessário adotar uma rotina exigente. Antes e depois de cada voo, os mecânicos precisavam checar os sistemas das aeronaves e cuidar de detalhes como os capacetes dos pilotos e a dobragem dos paraquedas de frenagem.

Como os F-5EM cumpriram até duas missões por dia, com decolagens por volta das 11h e às 15h, as equipes de manutenção começavam a trabalhar horas antes e terminavam só muito depois do último motor ser desativado.

Ex.Salitre.3

“Foi só a manutenção preventiva mesmo. Fluiu bem a manobra”, comemora o Suboficial Fernando Miranda. Segundo ele, antes de vir para o Chile, o Esquadrão preparou uma série de itens de manutenção para viagem, o que incluiu até um motor extra.

Mas pouca coisa foi usada. “Nosso consumo ficou abaixo do planejado. Nós fizemos uma previsão um pouco acima justamente para não faltar”, explica.

Ex.Salitre.4

Já o Suboficial Paulo Ricardo Ferreira lembra que os Esquadrões da FAB estão acostumados a deslocamentos, como o realizado para o Chile. “A gente se adapta muito bem ao clima devido às missões que nós fazemos durante o ano”, conta.

Ele cita deslocamentos constantes para locais como Anápolis, em Goiás, e a Serra do Cachimbo, no Sul do Pará.

Ex.Salitre.5

Fonte | Fotos: cecomsaer