News

Forças Armadas e sociedade civil transportam 3,6 mil toneladas de donativos ao Rio Grande do Sul na maior campanha humanitária já registrada no país

Embraer e FAB colaboram com logística e doações para o Rio Grande do Sul

P-3AM Orion faz primeiro voo com novas asas

ABIMDE coordenou empresas brasileiras na Defence Service Asia 2024

KC-390 Millennium transporta Hospital de Campanha da FAB para Canoas

Hospital de Campanha da Marinha inicia atendimentos no RS nesta quinta-feira (9)

Exército instala Hospital de Campanha para apoio de saúde à população no Rio Grande do Sul

Sunday, 19 de May de 2024
Home » Exército » Exército combate garimpo ilegal na Terra Indígena Sararé no MT

Exército combate garimpo ilegal na Terra Indígena Sararé no MT

Exército

O Exército Brasileiro e a Polícia Federal desarticularam grupos de garimpo ilegal na Terra Indígena Sararé, no estado do Mato Grosso. A Operação Ouro Viciado é parte da Operação Ágata Fronteira Oeste II, que integra Forças Armadas e órgãos de segurança para o combate a crimes ambientais na área de fronteira.

Entre os dias 12 e 14 de abril, os agentes da Polícia Federal e as tropas do Exército realizaram diversas barreiras e postos de fiscalização nas principais vias de acesso à terra indígena, no município Pontes e Lacerda, além de incursões a áreas de mata e a outros pontos com suspeita de exploração ilegal.  

A Operação resultou na interdição da atividade de garimpo ilegal na região, causando prejuízo de cerca de R$ 23 milhões de reais aos responsáveis, entre material inutilizado e apreendido. Na ocasião, foram destruídas 22 pás-carregadeiras, 39 motores estacionários, duas britadeiras, duas bombas d’água e um gerador de energia. 

Foram mobilizadas as tropas da 13ª Brigada de Infantaria Motorizada, que também atua em conjunto com a Polícia Rodoviária Federal, Fundação Nacional do Índio, Força Nacional e com equipes estaduais do Grupo Especial de Fronteira e do Centro Integrado de Operações Aéreas. Além de aumentar a sensação de segurança da população residente na área de fronteira, os militares também atuam no combate a crimes ambientais e na preservação da fauna e da flora da Amazônia e do Pantanal.

A sinergia entre o Comando Militar do Oeste e os órgãos de segurança e fiscalização segue avançando em números de apreensões desde o início da Operação Ágata Fronteira Oeste II. Os prejuízos causados aos criminosos já somam mais de R$ 300 milhões.

Fonte | Fotos: Comando Militar do Oeste (CMO)