News

SAFRAN ESTÁ NA FIDAE 2024 COM SEUS PRODUTOS DE PONTA

Embraer e FAB iniciam estudos para plataformas de missões especiais

Pavilhão Brasil, coordenado pela ABIMDE, é inaugurado por autoridades na FIDAE 2024

Forças Armadas e agências federais destroem helicóptero e detêm piloto em operação contra garimpo ilegal na terra indígena Yanomami

IACIT fortalece presença entre principais marcas globais na FIDAE 2024

Operação Catrimani II: Forças Armadas empregam 800 militares em nova fase de combate ao garimpo na TI Yanomami

Marinha e Polícia Federal apreendem carga de cigarros contrabandeados no litoral do Pará

Sunday, 21 de April de 2024
Home » Exército » Militares reforçam segurança na faixa de fronteira no Amapá

Militares reforçam segurança na faixa de fronteira no Amapá

Exército

Militares do Comando de Fronteira Amapá/34º Batalhão de Infantaria de Selva (CFAP/34º BIS) reforçam as ações de segurança na faixa de fronteira no estado do Amapá, ao longo do mês de março, com a realização da Operação Gran Rochelle. Incluída no escopo da Operação Ágata, o objetivo é desenvolver ações das Forças Armadas na faixa de fronteira terrestre e nas águas interiores para combater delitos transfronteiriços e ambientais, como o tráfico de drogas, tráfico humano e atividade de garimpo ilegal.

Para garantir a fiscalização e combater tais crimes, os militares empreendem patrulhas fluviais e terrestres, além de postos de bloqueio e controle de estradas e rios daquele estado, entre outras ações preventivas e repressivas. 

O trabalho é fruto de uma ação conjunta e integrada, coordenada pelo Comando Militar do Norte, tendo a 22ª Brigada de Infantaria de Selva como braço operacional. A Operação Gran Rochelle envolve militares da Marinha do Brasil, agentes da Polícia Federal e da Polícia Rodoviária Federal, bem como de militares das Forças Armadas da França na Guiana Francesa, atuantes do outro lado da fronteira.

Até o momento, a Operação já resultou na apreensão de drogas ilícitas, como cocaína e maconha, apreensão de ouro e pedras preciosas e a interceptação de mais de mil munições de diferentes calibres, além de dinheiro em espécie, combustível, embarcações e motores de popa utilizados em crimes ambientais.

Fonte | Fotos: Comando Militar do Norte