News

SAFRAN ESTÁ NA FIDAE 2024 COM SEUS PRODUTOS DE PONTA

Embraer e FAB iniciam estudos para plataformas de missões especiais

Pavilhão Brasil, coordenado pela ABIMDE, é inaugurado por autoridades na FIDAE 2024

Forças Armadas e agências federais destroem helicóptero e detêm piloto em operação contra garimpo ilegal na terra indígena Yanomami

IACIT fortalece presença entre principais marcas globais na FIDAE 2024

Operação Catrimani II: Forças Armadas empregam 800 militares em nova fase de combate ao garimpo na TI Yanomami

Marinha e Polícia Federal apreendem carga de cigarros contrabandeados no litoral do Pará

Saturday, 20 de April de 2024
Home » Força Aérea » FAB transporta 4,5 toneladas de material para combater incêndio na Baixada Santista (SP)

FAB transporta 4,5 toneladas de material para combater incêndio na Baixada Santista (SP)

Força Aérea
Por

C 105 Amazonas na ajuda ao incendio em santos

Uma aeronave da Força Aérea Brasileira transportou na tarde de segunda-feira (06/04) 4,5 toneladas de cold fire, material usado para auxiliar no combate ao incêndio que atinge tanques de combustíveis da empresa Ultracargo, no Terminal da Alemoa, na Baixada Santista (SP). O avião C-105 Amazonas, do Esquadrão Onça, de Campo Grande (MS), decolou da Base Aérea de Brasília às 16h37 e pousou na Base Aérea de São Paulo, em Guarulhos, por volta das 19 horas.

De lá, o material foi transportado via terrestre em um caminhão do Quarto Comando Aéreo Regional (IV COMAR) e chegou ao Terminal Alemoa às 22h30. O cold fire é um líquido não corrosivo e não tóxico que pode ser utilizado como spray ou espuma. A função é proporcionar o resfriamento e a extinção do fogo.

C 105 Amazonas na ajuda ao incendio em santos.2

No domingo (05/04), a FAB também transportou o Scanning Infrared Gas Imaging System (SIGIS). O equipamento do Exército Brasileiro faz o escaneamento infravermelho da atmosfera e é capaz de detectar os gases presentes no ar em um raio de até cinco quilômetros. De acordo com o Major Jean Carlos Araújo Leite, comandante do 17º Grupamento de Bombeiros de Mogi das Cruzes, que auxilia nas operações, ainda há chamas em um dos tanques, que podem ser extintas hoje ou durar mais dois dias.

“Depois disso, ainda precisaremos de mais quatro a cinco dias para o resfriamento”, explica. Para ele, o cold fire é de vital importância no combate ao incêndio. “Ele é usado para extinguir o fogo na bacia de contenção dos tanques. Não descartamos fazer um novo pedido deste material”, afirma o oficial do corpo de bombeiros.

C 105

Fonte | Fotos: cecomsaer