News

Escoteiro do Rio de Janeiro é condecorado com a Medalha Marechal Mascarenhas de Moraes

Escoteiros de Irajá participam de troca de guarda do Monumento aos Pracinhas

AECB Brasília realiza homenagem a veteranos da FEB

Militares do Comando Militar do Norte fortalecem o preparo em Operações Aeromóveis

Tropa do Exército Brasileiro se prepara para atividade internacional

Operações Interagências: saiba como é atuação da Marinha com outros órgãos

Condor apresenta tecnologias inteligentes durante a LAAD 2023 e anuncia o primeiro Instituto de Ciência e Tecnologia para não letais da América Latina

Saturday, 02 de March de 2024
Home » Geopolítica » Governo Noruegues interessado na compra de caças F-35 devido à ameaça russa no Báltico

Governo Noruegues interessado na compra de caças F-35 devido à ameaça russa no Báltico

Diversos
Por

Noruega decide comprar F-35 devido à ‘ameaça russa'

Fontes ligadas ao Governo Norueguês, confirmaram a intenção do país na adquisição de 52 caças Norte-Americanos de 5ª geração F-35, conforme foi noticiado pela Agência Reuters. O ministro da Defesa da Noruega Ine Eriksen Soereide, informou que Oslo teme uma “demonstração de força” por parte da Russia na região do Báltico. Soereide disse que a Noruega vem acompanhando de perto as ações Russas nesta região (Báltico) e teme que essas ações possam inadvertidamente vir à provocar um conflito armado generalizado.

Um periódico local informou que a Noruega estuda sim, a compra de 52 caças de 5ª geração F-35 com um valor total estimado em U$S 10 bilhões. Esta transação seria a maior na história da Noruega, que planeja receber os primeiros caças já em 2017. O caça de quinta geração F-35 foi projetado e desenvolvido pela empresa Lockheed Martin. Alguns especialistas revelaram falhas no projeto do F-35, o que levou alguns a dizer que o avião deve ser considerado um caça de “geração 4+”.

Não existe um histórico de conflitos armados entre a Russia e a Noruega, por isso estas preocupações deste país parecem um tanto quanto descabidas e parecem mais que foi algo imposto pela OTAN e pelos EUA. O chefe do Departamento de Estudos Políticos Europeus do Instituto de Economia Mundial e Relações Internacionais da Academia Russa de Ciências, Konstantin Voronov, comentou a situação:

“Devo dizer que mesmo a 20 anos atrás, a Noruega já estava pensando que seria necessário substituir seus caças F-16 por novos. A Noruega tem suas próprias Forças Armadas e elas são bastante limitadas no que se referem ao seu número de efetivos e de missões. O negócio “poderá durar” até mais 15 anos para que a Noruega possa vir à substituir todos os seus caças F-16 pelos F-35. E estas são as estimativas dos próprios noruegueses”.

FONTE: Sputniknews

Fonte | Fotos: operacional