News

SAFRAN ESTÁ NA FIDAE 2024 COM SEUS PRODUTOS DE PONTA

Embraer e FAB iniciam estudos para plataformas de missões especiais

Pavilhão Brasil, coordenado pela ABIMDE, é inaugurado por autoridades na FIDAE 2024

Forças Armadas e agências federais destroem helicóptero e detêm piloto em operação contra garimpo ilegal na terra indígena Yanomami

IACIT fortalece presença entre principais marcas globais na FIDAE 2024

Operação Catrimani II: Forças Armadas empregam 800 militares em nova fase de combate ao garimpo na TI Yanomami

Marinha e Polícia Federal apreendem carga de cigarros contrabandeados no litoral do Pará

Saturday, 20 de April de 2024
Home » Internacional » Avião militar russo irá sobrevoar Portugal e Espanha em voos de observação

Avião militar russo irá sobrevoar Portugal e Espanha em voos de observação

Diversos
Por

AN-30 B

Um avião militar russo vai sobrevoar os territórios de Portugal e da Espanha até o dia 7 de março em “voos de observação” conforme o Tratado Internacional de Céus Aberto, confirmou o porta-voz do Estado Maior General das Forças Armadas. Segundo o porta-voz do EMGFA uma aeronave Antonov An-30B vai aterrisar na segunda-feira no Aeródromo de Trânsito n.º 1, também conhecido como Aeroporto de Figo Maduro em Lisboa, estando previsto regressar à Rússia no sábado dia 07 de março.

OS-BG-HR-2

“Estes voos de observação visam garantir a transparência e aumentar a segurança entre os países que assinaram este tratado. Com exceção do ano passado estas missões têm decorrido com regularidade e são sempre acompanhadas por militares portugueses que vão juntos a bordo. Como sub relator deste tratado Portugal também pode realizar estas missões em outros países”, explicou o tenente-coronel Ramos Silva. Até sábado, o Antonov vai realizar voos de observação em território português e espanhol.

AN-30 B.2

O Tratado internacional de Céus Aberto (Tratado ‘Open Skies’) foi assinado a 24 de março de 1992 em Helsinque capital da Finlândia, e estabeleceu um regime de voos de observação sobre os territórios dos 34 Estados-membros, que incluem a maioria dos países da OTAN, Rússia, Ucrânia, Bielorrússia, Geórgia, Bósnia e Herzegovina, bem como a Suécia e a Finlândia. A Rússia ratificou o tratado em 26 de maio de 2001.

FONTE : Observador.pt

Fonte | Fotos: operacional