News

SAFRAN ESTÁ NA FIDAE 2024 COM SEUS PRODUTOS DE PONTA

Embraer e FAB iniciam estudos para plataformas de missões especiais

Pavilhão Brasil, coordenado pela ABIMDE, é inaugurado por autoridades na FIDAE 2024

Forças Armadas e agências federais destroem helicóptero e detêm piloto em operação contra garimpo ilegal na terra indígena Yanomami

IACIT fortalece presença entre principais marcas globais na FIDAE 2024

Operação Catrimani II: Forças Armadas empregam 800 militares em nova fase de combate ao garimpo na TI Yanomami

Marinha e Polícia Federal apreendem carga de cigarros contrabandeados no litoral do Pará

Friday, 12 de April de 2024
Home » Internacional » Os primeiros pilotos da RAAF realizam voo solo no F-35A Lightning II

Os primeiros pilotos da RAAF realizam voo solo no F-35A Lightning II

Diversos
Por

AU-1 First Flight

No dia 17 de março os comandantes Andrew Jackson e David Bell, da Força Aérea Real Australiana (RAAF) realizaram com sucesso o primeiro voo solo no caça de 5ª geração Lockheed Martin F-35A Lightning II. O evento aconteceu na Base Aérea de Eglin (Florida). A Austrália possui uma encomenda de 72 unidade do F-35, com a uma opção de até 28 aeronaves extras podendo chegar à 100 unidades do F-35A.

RAAF

Os dois primeiros caças foram recebidos em 2014 e estão operando no centro de treinamento conjunto na Base Aérea de Luke (Arizona, EUA) aonde a aeronave que, pertence ainda a USAF é utilizada para missões de treinamento dos pilotos Australianos. A expectativa é que o primeiro esquadrão de caça na Austrália esteja operacional em 2018, quando as primeiras avaliações serão formalmente feitas pela Força Aérea Real Australiana.

RAAF.2

Falando em testes dos F-35, em breve mais precisamente no período entre os dias 18 à 30 de maio de 2015 o USMC irão conduzir os primeiros testes operacionais com o F-35 C à bordo do navio de assalto anfíbio USS Wasp.

uss_wasp

Seis unidades do modelo dedicado às operações navais (F-35C) com capacidade de pouso e decolagem vertical conduzirão os teste de pousos diurnos e noturnos, emprego de armamento, missões com grande alcance e duração, cadeia logística de manutenção, comunicação entre as aeronaves e o navio dentre outros exercícios para que a aeronave possa ser dada como operacional à bordo.

F-35B phase II testing aboard USS Wasp

Fonte | Fotos: operacional