News

SAFRAN ESTÁ NA FIDAE 2024 COM SEUS PRODUTOS DE PONTA

Embraer e FAB iniciam estudos para plataformas de missões especiais

Pavilhão Brasil, coordenado pela ABIMDE, é inaugurado por autoridades na FIDAE 2024

Forças Armadas e agências federais destroem helicóptero e detêm piloto em operação contra garimpo ilegal na terra indígena Yanomami

IACIT fortalece presença entre principais marcas globais na FIDAE 2024

Operação Catrimani II: Forças Armadas empregam 800 militares em nova fase de combate ao garimpo na TI Yanomami

Marinha e Polícia Federal apreendem carga de cigarros contrabandeados no litoral do Pará

Sunday, 14 de April de 2024
Home » Internacional » Qatar acerta com os EUA a compra de Sistemas antimísseis Patriot e de helicópteros AH-64 APACHE

Qatar acerta com os EUA a compra de Sistemas antimísseis Patriot e de helicópteros AH-64 APACHE

Diversos
Por

apache_3

Os Governos dos Estados Unidos e do Qatar assinaram nesta ultima segunda feira, um acordo para a venda de sistemas antimísseis “Patriot” e de helicópteros AH-64 “Apache”, a um valor de U$S 11 milhões.

O acordo foi alcançado depois de uma reunião, entre o Secretário de Defesa Chuck Hagel e o seu homólogo do Qatar Ali al-Atiyah em Washington, o acordo inclui a venda de 10 sistemas de baterias Patriot, 247 mísseis PAC-3 e de 117 míesseis GEM-T no valor de U$S 7 milhões.

Patriot_missile_launch_b

O resto do pacote do acordo seriam 24 helicópteros Apache e 500 mísseis Javelin, com valores de U$S 3 milhões e U$S 1 milhão, respectivamente.

O acordo, que se torna o maior contrato de vendas de armamentos dos EUA até agora este ano, serve para proporcionar pela primeira vez à este país, um sistema de defesa que outros aliados na região já o possuem, como a Arábia Saudita e o Kuwait.

A venda dos itens já foi confirmado pelo Pentágono as agência de notícias internacionais, e irão gerar até 54 mil novos postos de trabalho nos Estados Unidos, para serem compartilhados entre as três empresas que serão as responsáveis pela produção: a Raytheon, a Lockheed Martin e a Boeing.

apache

O Qatar bem como seus paises vizinhos, como a Arábia Saudita, olha com desconfiança a ascensão militar do Irã e da capacidade de seu arsenal de mísseis, e o objetivo desta compra é fortalecer a capacidade de defesa do pais.

O acordo vem num momento em que a relação entre os EUA e o Qatar estão um tanto quanto meio estremecidas, pela disputa entre os dois governos para resolverem o conflito sírio e as negociações sobre o programa nuclear do Irã.

patriot-diagram-large

Embora a escolha dos novos caças do Qatar ainda não tenha tido uma decisão final, permanecendo indefinida (deverá ser só em 2015), pode-se esperar sobre o impacto desta venda, um prelúdio para a decisão do seu novo avião de caça, que poderá chegar a um pedido de 36 aviões, e para o qual disputam esta concorrência o Eurofighter Thypoon, o Rafale, o F/A-18 Super Hornet e o F-15 Strike Eagle.

 

Fonte | Fotos: defensa