News

SAFRAN ESTÁ NA FIDAE 2024 COM SEUS PRODUTOS DE PONTA

Embraer e FAB iniciam estudos para plataformas de missões especiais

Pavilhão Brasil, coordenado pela ABIMDE, é inaugurado por autoridades na FIDAE 2024

Forças Armadas e agências federais destroem helicóptero e detêm piloto em operação contra garimpo ilegal na terra indígena Yanomami

IACIT fortalece presença entre principais marcas globais na FIDAE 2024

Operação Catrimani II: Forças Armadas empregam 800 militares em nova fase de combate ao garimpo na TI Yanomami

Marinha e Polícia Federal apreendem carga de cigarros contrabandeados no litoral do Pará

Sunday, 21 de April de 2024
Home » Marinha » Navio Polar “Almirante Maximiano” apoia Comunidade Científica e estreita laços com Bases estrangeiras

Navio Polar “Almirante Maximiano” apoia Comunidade Científica e estreita laços com Bases estrangeiras

Marinha
Por

Lançamento de Gravity Core

Participando da Operação Antártica XXXIII, iniciada em 11 de outubro de 2014, o Navio Polar “Almirante Maximiano” realizou diversas atividades científicas em águas antárticas, em apoio a 47 pesquisadores de 10 projetos de pesquisa de instituições e universidades brasileiras. Além disso, a fim de estreitar laços de amizades, realizou também visitas protocolares às Bases estrangeiras da região, firmando a participação brasileira no continente gelado.

Dentre as atividades já desenvolvidas pelo Navio, destacam-se as 19 estações geológicas (10 por Gravity Core e 9 por Box Corer), com as coletas de sedimento e vida marinha em 47 pontos distintos da região, com variação de profundidade de até 1.210 metros; a realização de estações oceanográficas, com coleta de amostras de água em profundidades de até 2.000 metros; e o recolhimento de boias de fundeio, em apoio ao Projeto Polarcanion.

O navio realizou, ainda, visitas protocolares às Bases estrangeiras da região, como a Base Chilena General Bernardo O´Higgins, a Base Argentina Carlini, a Base Uruguaia Ortigas, bem como ofereceu apoio odontológico a militares, em especial àqueles da Base Polonesa Arctowki.

O término da Comissão está previsto para abril de 2015 e o Navio continuará prestando apoio ao desenvolvimento de atividades científicas na Antártica, nas coletas de amostras de água e solo marinho, estudo das aves, pesquisas geológicas, observações meteorológicas e do comportamento das massas de água na região, além de contribuir para a divulgação da Marinha e sua atuação no cenário político e estratégico nacional.

Fonte | Fotos: ccsm