News

SAFRAN ESTÁ NA FIDAE 2024 COM SEUS PRODUTOS DE PONTA

Embraer e FAB iniciam estudos para plataformas de missões especiais

Pavilhão Brasil, coordenado pela ABIMDE, é inaugurado por autoridades na FIDAE 2024

Forças Armadas e agências federais destroem helicóptero e detêm piloto em operação contra garimpo ilegal na terra indígena Yanomami

IACIT fortalece presença entre principais marcas globais na FIDAE 2024

Operação Catrimani II: Forças Armadas empregam 800 militares em nova fase de combate ao garimpo na TI Yanomami

Marinha e Polícia Federal apreendem carga de cigarros contrabandeados no litoral do Pará

Sunday, 14 de April de 2024
Home » Marinha » Submarino “Tapajó” se prepara para exercício de minagem e recebe visita do ComemCh

Submarino “Tapajó” se prepara para exercício de minagem e recebe visita do ComemCh

Marinha
Por

Embarque das minas no Submarino

No dia 19 de agosto, foram embarcadas no Submarino “Tapajó” três minas de exercício (MCEM-23C) para adestramento de minagem, a ser realizado durante o período da comissão “ADEREX-I/14”, que acontece de 25 a 29 de agosto.

A fase inicial do exercício deu-se com a preparação do compartimento de baterias do Submarino, para que o sistema de transporte e movimentação seja utilizado. Em seguida, por meio de manobra com tanques de lastro, foi dada uma ponta de cerca de 3 graus para cima (elevando em 3 graus a proa do submarino), para possibilitar a montagem da plataforma de recebimento na proa e o embarque das minas pelos tubos de torpedo superiores.

Após o embarque, as minas foram alojadas nos berços e nos tubos de torpedo, que possuem a capacidade de realizar o lançamento das minas.

A Operação de Minagem consiste no lançamento criterioso de minas em áreas selecionadas, para destruir navios, conter, limitar ou retardar seu trânsito. Os submarinos podem penetrar em uma área controlada pelo inimigo, lançar minas de acordo com um padrão mais preciso que o obtido pela minagem por aeronave e evadir-se sem revelar a presença.

Participaram desse evento a Diretoria de Sistemas de Armas da Marinha, o Comando da Força de Submarinos, o Centro de Manutenção de Sistemas da Marinha, o Centro de Mísseis e Armas Submarinas da Marinha, a Base Almirante Castro e Silva e o Centro de Instrução e Adestramento Almirante Áttila Monteiro Aché.

Nesse dia, o submarino recebeu a visita do Comandante-em-Chefe da Esquadra, Vice-Almirante Ilques Barbosa Junior, que verificou o andamento da faina e os procedimentos realizados.

Fonte | Fotos: ccsm