News

SAFRAN ESTÁ NA FIDAE 2024 COM SEUS PRODUTOS DE PONTA

Embraer e FAB iniciam estudos para plataformas de missões especiais

Pavilhão Brasil, coordenado pela ABIMDE, é inaugurado por autoridades na FIDAE 2024

Forças Armadas e agências federais destroem helicóptero e detêm piloto em operação contra garimpo ilegal na terra indígena Yanomami

IACIT fortalece presença entre principais marcas globais na FIDAE 2024

Operação Catrimani II: Forças Armadas empregam 800 militares em nova fase de combate ao garimpo na TI Yanomami

Marinha e Polícia Federal apreendem carga de cigarros contrabandeados no litoral do Pará

Sunday, 21 de April de 2024
Home » Marinha » Visita da Comitiva do Ministério da Defesa da Suécia ao Navio-Aeródromo “São Paulo”

Visita da Comitiva do Ministério da Defesa da Suécia ao Navio-Aeródromo “São Paulo”

Marinha
Por

Comitiva em visita

Na primeira quinzena de agosto de 2014, uma delegação do Ministério da Defesa da Suécia esteve no Brasil, em Brasília (DF), participando de reuniões com integrantes do Ministério da Defesa, para discutir uma ampla cooperação entre os dois países na área de Defesa.

Aproveitando a oportunidade da viagem, a comitiva sueca visitou o Navio-Aeródromo “São Paulo”, que fica sediado no Rio de Janeiro (RJ). O Oficial de maior graduação visitante, Brigadeiro Arne Hedén, foi recepcionado pelo Diretor de Aeronáutica da Marinha (DAerM), Contra-Almirante Carlos Frederico Carneiro Primo, coordenador da visita na cidade do Rio de Janeiro. O grupo, conduzido pelo Comandante do Navio, Capitão-de-Mar-e-Guerra Alexandre Rabello de Faria, percorreu o navio, conhecendo as áreas afetas às operações aéreas (Hangar, Torre, Passadiço, COC – Centro de Operações de Combate da Força, Convoo e Briefing).

No Briefing, a delegação sueca assistiu a uma palestra cujo tema foi: “A Aviação Naval Brasileira – Situação Atual e Perspectivas Futuras”. Na apresentação foi ressaltada a importância: do estreitamento dos laços de amizade entre o Brasil e a Suécia, principalmente, no esforço em prol do Projeto F–X2, uma vez que representa um incremento significativo na Segurança Nacional; da transferência de tecnologia; do fomento da cadeia produtiva e aumento da autonomia do País na área de Defesa; além de representar uma importante oportunidade de gerar novos negócios no Brasil e no exterior.

Fonte | Fotos: ccsm