News

SAFRAN ESTÁ NA FIDAE 2024 COM SEUS PRODUTOS DE PONTA

Embraer e FAB iniciam estudos para plataformas de missões especiais

Pavilhão Brasil, coordenado pela ABIMDE, é inaugurado por autoridades na FIDAE 2024

Forças Armadas e agências federais destroem helicóptero e detêm piloto em operação contra garimpo ilegal na terra indígena Yanomami

IACIT fortalece presença entre principais marcas globais na FIDAE 2024

Operação Catrimani II: Forças Armadas empregam 800 militares em nova fase de combate ao garimpo na TI Yanomami

Marinha e Polícia Federal apreendem carga de cigarros contrabandeados no litoral do Pará

Tuesday, 16 de April de 2024
Home » Mercado & Indústria » Brasil e Rússia negociam entrega do sistema Pantsir

Brasil e Rússia negociam entrega do sistema Pantsir

Mercado & Indústria
Por

pantsir

O Brasil e a Rússia estão em fase preparatória dos trabalhos para o fornecimento do sistema de mísseis antiaéreos portáteis Igla e do sistema de defesa antiaérea Pantsir-S1. A informação foi fornecida à agência de notícias ARMS-TASS pelo diretor do Serviço Federal de Cooperação Técnico-militar com países estrangeiros da Rússia (FSMTC, na sigla em inglês), Aleksandr Fomin, no Salão Internacional de Defesa Marítima – IMDS-2013.

“Por enquanto, nos encontramos em uma fase preparatória dos trabalhos. Ainda não passamos para as negociações dos contratos. Existe um determinado procedimento que deve ser seguido e que esperamos realizá-lo sem problemas”, disse Fomin.

Ele também ressaltou que a Rússia tem muito a oferecer ao Brasil também no campo da Engenharia Naval. “Talvez não o fornecimento de navios acabados. Basicamente, a força de combate da Marinha do Brasil é representada pelos navios de nossos concorrentes, mas não sei por qual razão não existe uma produção conjunta”, afirmou o chefe do FSMTC.

“O Brasil é um país suficientemente avançado no plano industrial, tem uma indústria militar desenvolvida nas áreas da aviação, armas de fogo e do componente naval. E, afinal, somos membros da mesma comunidade, o Brics, e podemos oferecer uns aos outros diferentes projetos de comum interesse”, acrescentou Fomin.

Fonte | Fotos: itartass