RSS
  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
  • Youtube
  • RSS

Fuzileiros Navais

Projeto Estratégico da Construção do Núcleo do Poder Naval

Por   

Fuzileiros Navais na Marambaia - Passex2014 (6)

A ampliação da quantidade de meios de Fuzileiros Navais planejada implicará relevante incremento na quantidade e estrutura das OM do CFN. Neste contexto, foram planejados quatro subprojetos no âmbito do Projeto Estratégico da Construção do Núcleo do Poder Naval.

O primeiro refere-se à criação de novas OM do CFN como: o Batalhão de Defesa Nuclear, Biológica, Química e Radiológica de Itaguaí (BtlDefNBQR-Itaguaí) e o Grupamento de Fuzileiros Navais de São Paulo (GptFNSP), criado pela Portaria nº 61/2015, do Comandante da Marinha. Foram planejadas, também, a criação: do 4º Batalhão de Infantaria de Fuzileiros Navais (4ºBtlInfFuzNav); do 4º Batalhão de Operações Ribeirinhas de Tabatinga (4º BtlOpRib); e do Comando da Tropa de Desembarque Ribeirinho (ComTrDbqRib).

Operações ribeirinhas FN

Ressalta-se que dentre as OM listadas no mesmo subprojeto, já foram criadas até o ano de 2013: o Comando do desenvolvimento Doutrinário do CFN (CDDCFN); a Unidade Médica Expedicionária da Marinha (UMEM); e o Batalhão de Defesa Nuclear, Biológica, Química e Radiológica de Aramar (BtlDefQBN-Aramar).

O segundo subprojeto tem como vertente a reestruturação de quatro OM já existentes e visa, principalmente, a adensar a presença da MB nas regiões Amazônica e centro-Oeste, com destaque para as seguintes transformações: do Grupamento de Fuzileiros Navais de Belém em 2º Batalhão de Operações Ribeirinhas (2ºBtlOpRib); do Grupamento de Fuzileiros Navais de Ladário em 3º Batalhão de Operações Ribeirinhas de Ladário (3ºBtlOpRib); da Companhia de Apoio ao Desembarque (CiaApDbq) em Batalhão (BtlApDbq); e do Pelotão de Defesa Nuclear, Biológica, Química, Radiológica (PelDefNBQR) do BtlEngFuzNav em em Companhia (CiaDefNBQR) da mesma Unidade.

DQBRN.2

O terceiro foi outra inovação da revisão de 2013 e denomina-se “Ampliação de OM do CFN”. Tal subprojeto visa a adequar o Batalhão de Blindados de Fuzileiros Navais, o Batalhão de Viaturas Anfíbias, o Batalhão de Artilharia de Fuzileiros Navais e o Batalhão de Controle Aerotático e de Defesa Antiaérea ao relevante aumento programado de equipamentos planejados no PAEMB, com destaque para o incremento de Viaturas Blindadas Sobre Rodas e Sobre Lagartas, de Carros Lagarta-Anfíbios e de Sistemas Lançadores Múltiplos de Foguetes.

O quarto subprojeto, denominado “Construção de Laboratórios de CT&I do CFN”, também criado nesta revisão, decorre da necessidade de desenvolvimento das atividades de CT&I, no CTecCFN, possibilitando o desenvolvimento de pesquisas, materiais, equipamentos e sistemas de emprego dual de interesse para a MB.

clanfs

Em continuidade aos subprojetos de articulação do CFN, na vertente do projeto estratégico “Complexo Naval da 2ª Esquadra”, em virtude das dependências já citadas, principalmente relativas ao tempo necessário para formação de recursos humanos, foi prorrogado para o longo prazo, o subprojeto 2ª Força de Fuzileiros da Esquadra (2ª FFE), o qual prevê a criação de unidades de FN que possibilitem a constituição de Grupamentos Operativos de valor até Unidade Anfíbia (UAnf), nucleados nos futuros 5º e 6º Batalhões de Infantaria de Fuzileiros Navais.

Tal planejamento, em conjunto com os meios da 2ª Esquadra, permitirá a constituição de conjugados anfíbios fundamentais para as Operações e Ações de Guerra Naval na região N/NE, especialmente na área da foz do rio Amazonas.

Mapa distribuição dos FNFuzileiros Navais na Marambaia - Passex2014 (7)Fuzileiros Navais na Marambaia - Passex2014 (9)

FONTE : Corpo de Fuzileiros Navais

Fonte | Fotos: operacional

, ,

Recomendados para você

Comentários

GALERIA

Formatura do Treinamento Específico de Auxiliar de Precursor

Dia Internacional do Peacekeeper no CCOPAB

Temporada hípica da EsEqEx

©Copyright 2017 - Comandos Editorial. Todos os direitos reservados.

É expressamente proíbida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site, sendo os infratores indiciados com base na Lei nº 9.610 de 19/02/1998.

Operacional Magazine: proud to be Brazilian.