• Instagram
  • Facebook
  • Twitter
  • Youtube
  • RSS

Marinha

Corveta “Barroso” receberá Ordem do Mérito da Defesa alusiva ao resgate dos migrantes

Por   

Corveta “Barroso”

O navio da Marinha do Brasil que resgatou 220 migrantes no Mar Mediterrâneo receberá a Ordem do Mérito da Defesa. O decreto que concede a comenda à Corveta “Barroso” foi publicado ontem, dia 10 de setembro, no Diário Oficial da União (DOU). Na mesma edição consta que o comandante do navio, Capitão-de-Fragata Alexandre Amendoeira Nunes, será condecorado no Grau Cavaleiro.

No dia 4 de setembro, a Corveta encontrava-se navegando a 170 milhas da terra mais próxima, Sicília, Itália, com destino a Beirute (Líbano), quando recebeu um comunicado do Centro de Busca e Salvamento Marítimo (MRCC) italiano, por meio do sistema automático de comunicações do serviço internacional de Busca e Salvamento, informando sobre uma embarcação com risco de afundar com cerca de 400 migrantes, com destino à Europa.

Alguns migrantes estavam muito debilitados e receberam atendimento

O Comandante da Marinha do Brasil prontamente autorizou a prestação do apoio. A “Barroso” chegou ao local informado, a cerca de 150 milhas da terra mais próxima, Peloponeso, Grécia, após uma hora de navegação e resgatou 220 pessoas, alguns muito debilitados. No grupo estavam 94 mulheres, 37 crianças e quatro bebês de colo.

De projeto e fabricação nacionais, a Corveta tem 103,5 m de comprimento e 2.400 toneladas (a plena carga), com autonomia para permanecer por 30 dias em missão. Sua velocidade nominal máxima, com turbina a gás, é de 30 nós, e seu raio de ação, com velocidade de 12 nós, é de 4.000 milhas (ou 7.200 km).

Fonte | Fotos: ccsm

, , ,

Recomendados para você

Comentários

GALERIA

Formatura do Treinamento Específico de Auxiliar de Precursor

Dia Internacional do Peacekeeper no CCOPAB

Temporada hípica da EsEqEx